segunda-feira, 7 de agosto de 2017

LIÇÕES DA CURA DO CEGO BARTIMEU


Marcos 10.46-52

A narrativa de Marcos não é sobre um grande líder político como o rei Davi,  Judas Macabeu  ou sobre um sábio rabino como Hilel fundador da Escola Bet Hilel, Shamai fundador da escola Bet Shamai ou mesmo sobre Rabenu Shlomo ben Yitzhak, Rashi, “considerado como o maior dos mestres judaicos e o erudito bíblico mais brilhante de todos os tempos, é o comentarista clássico da Torá e do Talmud”¹, por isso ela não deixa de ter lições preciosas para nós hoje. Desta narrativa podemos aprender algumas lições preciosas para vivermos neste mundo desafiador, tais como:
1ª Lição – UM EXEMPLO DE FÉ INABALÁVEL - O TEXTO NOS DIZ “E foram para Jericó. Quando ele saia de Jericó, juntamente com os discípulos e numerosa multidão, Bartimeu, cego mendigo,  filho de Timeu, estava assentado a beira do caminho. E, ouvindo que era Jesus, o nazareno pôs-se a clamar: Jesus filho de Davi tem compaixão de mim!”(Mc 10.46,47). 
Bartimeu estava fisicamente cego, mas não espiritualmente, pois ele entendeu que Jesus de Nazaré era o filho de Davi anunciado pelos profetas. Ele não tinha presenciado os sinais realizado por Jesus, ele não viu os mortos ressuscitarem, leprosos curados, coxos andarem, pois estava privado pela cegueira. Mas ele tinha ouvido acerca dos poderosos milagres realizados por Jesus, e tendo ouvido creu que Jesus poderia curá-lo. Precisamos ter uma fé maravilhosa como a de Bartimeu.
Nós não contemplamos o Senhor com os nossos olhos físicos. Porém, os evangelhos narram os poderosos milagres realizados por Jesus, revelam a sua graça e sua disposição para salvar os homens. 
Nós somos privilegiados, pois DEUS nos deu a sua palavra que nos falam dos milagres tremendos realizados por Ele. Precisamos viver pela fé. No que consiste viver pela fé¿ Se não que a pessoa vive na dependência da Palavra de Deus, pois só nela encontramos todo o conselho de Deus para vivermos uma vida abundante.
2ª Lição – PERSEVERANÇA DIANTE DA DIFICULDADES-Quando Bartimeu, começou a clamar “Jesus filho de Davi, tem compaixão de mim!”Mc. 10.46. Muitos que estavam perto dele não o encorajaram, mas antes o repreenderam para que ele ficasse calado Mc. 10.47, contudo ele não se calou, mas continuou clamando cada vez mais alto. Aqueles que pediram para ele ficar calado, não conheciam a miséria da cegueira, muitos pensavam que não valia apenas clamar a Jesus. Ele não deu ouvidos as reprovações dos insensíveis circunstantes, não ligou para o ridículo que os seus gritos mui provavelmente lhe traria. Ele conhecia a miséria da cegueira que o impediam de contemplar as maravilhas do Senhor.
Oh, amados irmãos, todos nós queremos ver vidas salvas, alcançar bênçãos de Deus, mas quantas vezes temos olhado para o que as pessoas pensam ou vão falar ao nosso respeito, então não perseveramos em buscar ao Senhor, não clamamos, pois estamos preocupados com aqueles que vivem em nossa volta. A exemplo de Bartimeu, não devemos dar ouvidos as pessoas que não conhecem o nosso drama, quando estivermos a procura da cura para as nossas almas. Meu irmão nunca faltará pessoas para nos desanimar, para dizer que não vale apena, que você não vai conseguir, etc. Quantos não desistiram de seus projetos ou propósitos por causa dos outros.
Como Bartimeu, precisamos clamar ainda mais por Deus, não importa o que as pessoas venham pensar ou falar, não desanime, Deus proverá. Irmão, é tempo de clamar ao Senhor por nossas vidas, família, igreja e por nosso país, não podemos desanimar, muitos vão dizer que não adianta, mas se crermos veremos a glória de Deus.
3ª Lição – UM EXEMPLO DE GRATIDÃO A CRISTO – Bartimeu, quando foi curado não retornou imediatamente a sua casa. Mais ele continuou diante daquele que realizou tão grande maravilha em sua vida, e seguia Jesus estrada a fora Mc. 10.52. 
Meu irmão, os nossos olhos já foram abertos pelo Senhor, então devemos segui-lo com alegria e testemunhar a todos dizendo: “ UMA COISA EU SEI EU ERA CEGO E AGORA VEJO” (Jo 9.25).
 Uma das grandes tristezas da nossa atualidade a ingratidão do povo de Deus. Ele, tem nos concedido tantas bênçãos que não podemos contar, mesmo assim muitos reclamam, são infiéis, ingratos, etc. O salmista Davi nos ensina dizendo: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios” (Sl 103.2). A gratidão é uma das características dos verdadeiros servos de Deus.
Hoje, precisamos seguir o exemplo de fé, de perseverança e gratidão daquele que fora curado por Jesus e segui-lo com todo o nosso ser proclamando SOMENTE JESUS.

1- Steinsaltz, Rabi Adin. Rashi, O Mestre dos Mestres –Disponível em http://www.morasha.com.br/profetas-e-sabios/rashi-o-mestre-dos-mestres.html acesso em 07.08.2017
Sobre o autor Pr. Eli Vieira é formado no Seminário Presbiteriano do Norte- Recife e pastor efetivo da Igreja Presbiteriana Filadélfia Garanhuns-PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...