quarta-feira, 29 de março de 2017

10 PASTORES QUE RESPEITO E ADMIRO

Neste artigo destacamos aqueles que merecem toda a admiração e respeito devido à forma como tratam o ministério pastoral. Segue a nossa lista!

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Neste artigo queremos destacar aqueles homens que merecem toda a admiração e respeito devido à forma como tratam o ministério pastoral. Abaixo segue a minha lista.

OS 10 PASTORES QUE RESPEITO E ADMIRO:

1- O que não é perfeito, mas que busca ser exemplo do rebanho.
Esse pastor sabe de suas limitações, sabe que não é melhor do que ninguém, sabe que é um pecador resgatado pelo sangue de Cristo. Ele, porém, sabe também da missão que Deus lhe deu e busca conduzir suas ovelhas no caminho dado pelo Supremo Pastor, sendo, antes de todos, o primeiro a vivenciar a Palavra de Deus em sua vida para testemunhar a outros. Ele tem todo cuidado nessa questão e pode-se ver em sua vida um homem que busca viver o evangelho e não somente falar dele. É humano, tem seus erros, e não faz questão de passar uma imagem de todo poderoso.

2- O que faz cultos cristocêntricos.
Esse pastor busca glorificar a Cristo nas ministrações que preside. Busca conduzir todas as coisas para que Cristo cresça e todo o resto diminua. Do primeiro ao último minuto de seus cultos busca apresentar a Cristo e conduzir as pessoas a Ele. É sensível ao observar e corrigir coisas que tentam competir com a centralidade de Cristo nos cultos.
3- O que não tem medo de pregar a Palavra de Deus.
Esse pastor não faz média, antes, entrega a palavra de Deus conforme a Bíblia a revela. Ele não usa de técnicas melodramáticas para tocar o coração dos seus ouvintes. Ele busca antes de tudo, que o Espírito Santo revele a Palavra aos seus ouvintes, conduzindo-os à presença viva de Deus. Sabe que muitas vezes irá desagradar pessoas na sua pregação, mas é fiel às verdades que Deus lhe manda pregar.
4- O que não crê que os fins justificam os meios.
Esse pastor é totalmente dependente de Deus em seu ministério. Ele conduz a igreja a andar nos caminhos corretos de obediência ao Senhor e não nos caminhos tortuosos que o coração humano propõe e que visam, antes de tudo, resultados que premiam o trabalho realizado. Para ele o mais importante é fazer a vontade de Deus usando os meios dados por Deus.
5- O que é obediente a Deus mesmo não vendo resultados palpáveis.
Esse pastor gosta de ver os resultados de seu trabalho, porém, não é guiado por esses resultados. É guiado pela obediência e direção de Deus. Mesmo, às vezes, não vendo resultados pontuados pelas pessoas como o ‘sucesso’, continua sendo fiel e o pastor responsável por certo número de ovelhas dadas por Deus. Para ele, cumprir a missão de Deus não é encher a igreja de gente a qualquer custo, mas sim obedecer a Deus e confiar a Ele os resultados do trabalho, seja quais forem.
6- O que não faz a si mesmo o “bam-bam-bam” da igreja.
Esse pastor sabe fazer suas ovelhas entenderem a diferença entre admiração e bajulação. Ele não aceita ser bajulado e até adorado como se fora mais do que os outros ou até mesmo um quase deus. Coloca-se na posição de servo, tem prazer de trabalhar em equipe e de ver suas ovelhas se desenvolvendo em seus ministérios, e sempre reitera que ele também é ovelha do rebanho de Deus. Não deixa o ego assumir o controle. Ele não é um ídolo dentro de sua igreja.
7- O que não explora financeiramente suas ovelhas.
Esse pastor não é ignorante, não acredita que as dívidas da igreja são pagas como que por milagre. Ele sabe das possibilidades da sua igreja e não usa ameaças e nem promessas que a Bíblia não faz para que suas ovelhas contribuam com o trabalho. Ele sabe instruir corretamente sua igreja sobre o que a Bíblia diz a respeito das contribuições para o reino de Deus. Não faz dos momentos de ofertório o momento mais importante do culto e nem do dinheiro o deus e a confiança maior da igreja. Trabalha a parte financeira da igreja com dignidade, ética e transparência.
8- O que não tem medo de ensinar profundamente a Bíblia às suas ovelhas.
Esse pastor não faz doutrinas em cima de textos isolados da Bíblia, por isso, não tem medo de ensinar suas ovelhas a serem questionadoras, estudantes profundas da Bíblia. Ele tem porta aberta ao diálogo e aos questionamentos. Por isso, os cultos que preside são banquetes de aprendizado e quebrantamento, onde a Palavra de Deus reina soberana como fonte de ensino e a regra de fé e prática. Por ser assim ele sabe que precisa sempre beber dessa fonte para também poder dar de beber cada vez mais aos seus discípulos.
9- O que ora sempre buscando em seus pedidos que seja feita a vontade de Deus em primeiro lugar.
Esse pastor não ousa sequer pronunciar palavras de ordem a Deus. Ele sabe quem é Deus, sabe de Seus atributos grandiosos. E mais, sabe exatamente que ele é apenas um homem imperfeito, que está de pé pela graça de Deus. Por isso, em suas orações ele é dependente de Deus e não o chefe de Deus.
10- O que tem cheiro de ovelha.
Esse pastor é pastor que pastoreia de verdade. A sua missão de vida é pastorear e não fazer fortuna com o rebanho vendendo suas peles e carnes! Chegue perto dele e sentirá o cheiro das ovelhas. Isso porque ele fica muito perto, ele acompanha, ele se preocupa com elas. Ele as ama de verdade, mesmo que elas não tenham nada para dar-lhe em troca. Ele as acolhe, ele cumpre seu trabalho cabalmente como bom trabalhador que não tem de que se envergonhar.
E você, tem algum pastor que respeita e admira?
Por André Sanchez
Do blog Esboçando Ideias

PASTOR ENCONTRA DIAMANTE DE 60 MILHÕES DE DÓLARES E DOA PARA COMBATER A POBREZA

Diante da possibilidade de tornar-se um homem extremamente rico, este pastor africano decidiu fazer algo em prol dos pobres do seu país.


Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
 Momoh encontrou o diamante durante as escavações em uma mina de Serra Leoa, e decidiu que ele seria usado para amenizar o sofrimento do seu povo.
Essa é uma daquelas notícias que temos um enorme prazer em compartilhar. O pastor Emmanuel Momoh encontrou um enorme diamante durante as escavações em uma mina de Serra Leoa, e em lugar de ficar com a pedra de 706 quilates, preferiu doar para ajudar o seu povo.
Ele trabalha nas minas como forma de complementar sua renda, encontrou em suas recentes escavações, um dos maiores e mais caros diamantes já vistos no mundo.
O pastor apresentou o diamante ao presidente de Serra Leoa, Ernest Bai Koroma. Ele simplesmente doou a pedra ao governo, com instruções de que a doação deve ser usada para o melhorar a situação dos miseráveis do país.Essa poderia ser sua chance de se tornar rico, mas ao ver a necessidade daqueles que o cercam, incluindo os membros de sua igreja, escolheu compartilhar e fazer outros felizes, já que as pessoas da aldeia de Yakadu, onde o diamante foi encontrado, vivem em uma área devastada por uma sangrenta guerra civil e pela crise do Ebola.
“Acredito que o governo pode fazer mais, especialmente em um momento em que o país está passando por alguns desafios econômicos”, disse Momoh ao Africa Today. O pastor também pediu que o dinheiro seja investido em eletricidade e transporte de qualidade para a população pobre.
Após fazer a notável doação ao governo, a pedra foi guardada um cofre no Banco Central de Serra Leoa, na capital de Freetown.
O presidente Ernest Bai Koroma garantiu que o diamante será leiloado de forma transparente e elogiou o pastor Momoh “por não ter contrabandeado o diamante para fora do país”.
Vale destacar que esta foi a maior descoberta de diamantes desde 1972. Analistas do setor disseram que este é o 13º maior diamante bruto que já foi extraído em todo o mundo.
Se a classe política do país é honesta ou não, isso é um outro assunto, mas não podemos deixar de reconhecer a atitude nobre deste pastor, sem dúvida, um exemplo para todos nós.
Redação Púlpito Cristão
Com informações The Telegraph e God Reports
Imagem: Toronto Star

sexta-feira, 24 de março de 2017

Pastor Paul Washer passa bem e seu retorno ao lar deve acontecer a qualquer momento

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
O pastor e advogado Paul Washer se recupera bem; quando voltar para casa, ele falará sobre o problema que o levou ao internamento. 
O pastor e missionário americano, Paul Washer, que havia sofrido um ataque cardíaco na noite da última segunda-feira (20/03), em sua casa, na cidade de Muscle Shoals, localizada no estado de Alabama, no Condado de Colbert, continua internado, porém esperançoso de voltar para casa a qualquer instante.
Paul Washer fez vários exames e radiografias e, segundo os médicos que o assiste, ele está se recuperando bem do problema cardíaco, devendo voltar para casa nos próximos dias.
A própria página da HeartCry Missionary Society no facebook, da qual Paul é fundador, afirma: “Muitas boas noticias de testes, exames e raio-x. Parece que está tudo bem! O Paul está ansioso para estar em casa em poucos dias”.
Já no twitter.com/paulwasher diz uma postagem que o relatório (médico) é animador (feliz). “Ainda está doendo e cansado da provação, mas muito melhor”. E termina pedindo orações que os irmãos continuem orando pelo pastor Paul Washer.
Tanto a mulher de Paul, Charo Washer, quanto os filhos: Ian, Evan e Rowan Washer não se pronunciaram a respeito do fato. Acredita-se que eles estejam esperando o restabelecimento da saúde de Washer para que ele mesmo fale sobre o caso, que para a equipe do pastor não passou de um “susto”.
Por: Gomes Silva
Redação: Consciência Cristã News
Foto: Arquivo VINACC

“Meu desejo é destroçar a Bíblia” diz diretor do filme ‘A Bela e a fera’

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Em entrevista, o diretor Bill Condon do filme “A Bela e a Fera”, disse que seu desejo é “arrancar as páginas da Bíblia” quando as encontra em hotéis.
A pergunta do entrevistador era sobre sua primeira ação ao entrar num hotel depois de dias de trabalho, e Bill respondeu: “Meu desejo é dizer que sou como Ian McKellen e imediatamente saír ‘destroçando’ a bíblia”.
A entrevista ocorreu em 2007, mas veio a tona nos últimos dias porque o diretor Bill, que trouxe muitos polêmica por ter personagens homossexuais, está sendo boicotado por muitos cristão e conservadores, principalmente por ele revelar que o filme continha “um momento exclusivamente gay”.
De acordo com a publicação do The Charlotte Observer de Lawrence Toppman, há dois momentos homossexuais no filme, e com isso a petição de boicote criada por LifeSiteNews chegou a ser assinada por 131.000 pessoas. A carta dizia:
“Os filmes infantis não é lugar para promover agenda política sexual daninha, que ofende as crenças arraigadas de inúmeros pais e famílias.
Me comprometo a boicotar o filme ‘A Bela e a Fera’ como tmabém outros filmes e produtos da Disney até quando a mesma se comprometa a proteger a inocência de nossos filhos”.
Além deste, houve vários outros boicotes pelos Estados Unidos. A ‘American Family Association’ obteve 51.00 assinantes à carta “Não podemos suportar a Bela e a Fera” que “empurram o gayzismo em nossos filhos”.
A Universidade Cristã do Colorado criou uma petição direta à um dos diretores gerais da Disney, Rober Iger Allen, onde os americanos cristãos se comprometem a “não permitir que seus filhos ou netos sejam submetidos ao radicalismo de esquerda através desta nova versão ‘Bela e a Fera’”.
No dia 2 de março, o evangelista Franklim Graham escreveu aos seus 5,5 milhões de seguidores no Facebook, um pedido ao “dizer não” a nova versão da Disney.
No entanto, os ativistas da LGBT estão assediando aos cristãos, dizendo que isso é “homofobia maníaca” que os conduz à “bestialidade”.

Com informações BTN
Imagem: reprodução web

quinta-feira, 23 de março de 2017

Liberais, Fundamentalistas e Moderados

image from google


No atual processo de secularização da Igreja, antigas terminologias eclesiásticas são utilizadas para rotular os que estão envolvidos. Os que tentam secularizar a Igreja são chamados de liberais pelos resistentes. O liberalismo teológico, também conhecido como modernismo, teve sua origem na Alemanha, no final do século XIX. As suas características principais são: (1) adaptar o cristianismo a cultura e ao pensamento contemporâneo através de uma nova linguagem; (2) a Bíblia não é o registro infalível da revelação sobrenatural de Deus, mas um livro histórico e, portanto, não possui autoridade absoluta; (3) a negação da transcendência divina e defesa da sua total imanência na criação - panteísmo; (4) a valorização da experiência religiosa subjetiva em detrimento da fé e da obediência a Bíblia; (5) o otimismo humanista que prega a evolução ética da sociedade pelo esforço humano, por meio da implantação do reino terrestre divino. Não se deve confundir Liberalismo com Neo-Ortodoxia. 

Os que resistem a secularização da Igreja são chamados de fundamentalistas pelos liberais. O Fundamentalismo foi um movimento que surgiu nos Estados Unidos, logo após a Primeira Guerra Mundial, com o objetivo de reafirmar o protestantismo ortodoxo, defendendo-o do liberalismo teológico, da alta-crítica e do darwinismo. Na série de doze volumes chamada Os Fundamentos, a ortodoxia era reafirmada por meio do combate a teologia liberal. Os autores eram das diversas denominações evangélicas (presbiterianos, batistas, anglicanos etc) e os editores responsáveis eram do Instituto Bíblico Moody e do Instituto Bíblico de Los Angeles. Não se deve confundir o Fundamentalismo com o Evangelicalismo.

No Brasil, como produto made in Brazil, temos aqueles que se intitulam hoje de moderados, ou seja, não são nem liberais nem fundamentalistas. Moderado é o adjetivo que qualifica a pessoa que age prudentemente, sem exageros, comedidamente. O termo latino moderatio significa a capacidade ou virtude de permanecer na exata medida. O apóstolo Paulo recomenda aos cristãos: "Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens" (Fp 4.5). A palavra grega denota o espírito magnânimo que supera ofensas, ou um espírito paciente. Jesus é o exemplo supremo (2 Co 10.1). No atual contexto eclesiástico, porém,moderação ganha novos significados, diferentes dos acima citados.

Primeiro, toda a pessoa que não têm uma posição teológica definida e não defende princípios é reconhecida hoje como moderada. Filosoficamente, diríamos que o moderado é aquele que convictamente tem como posição não ter uma posição definida. Um exemplo bíblico é o do povo de Israel, na época do profeta Elias: "Então, Elias se chegou a todo povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o; se é Baal, segui-o. Porém, o povo nada lhe respondeu" (1 Rs 18.21). Observe que o texto apresenta dois perfis: o de Elias claramente definido: o SENHOR é Deus; e o do povo indeciso claudicando entre dois pensamentos ou duas proposições teológicas: o povo nada lhe respondeu. A indefinição do povo de Israel representa o moderado de hoje.

Segundo, toda pessoa que age politicamente hoje é chamado de moderado. É o politicamente correto ou o que tem jogo de cintura. O fato de não ter convicção, esse tipo de moderado passa a agir pela conveniência, isto é, pelo interesse ou o seu maior benefício pessoal. A convicção estará sempre onde o lucro for maior. O apóstolo Paulo repreendeu a Pedro por atitude semelhante: "Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe face a face, porque se tomara repreensível. Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar-se, temendo os da circuncisão. E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles" (Gl 2.11-13). Infelizmente, na Igreja hoje, a posição teológica dependerá sempre do emprego oferecido ou ameaçado.

Terceiro, toda pessoa que foge da luta cristã é chamada hoje de moderada. Entende-se por esse prisma que o rebanho de Deus e a sã doutrina não precisam ser defendidas. Entretanto, conforme a Bíblia, a fé cristã é por natureza confrontadora e é dever de cada cristão pelejar pela fé: "Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos" (Judas 3). O verdadeiro pastor é aquele que, em benefício do rebanho, enfrenta o lobo. Jesus reconhece que a característica principal do mercenário é a covardia: "O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa" (Jo 10.12). Aquele que foge à luta em prol da proteção do rebanho de Deus, não é visto por Jesus Cristo como moderado, mas, sim, como mercenário.

***
Autor: Rev. Arival Dias Casimiro
Fonte: Resistindo a Secularização, SOCEP 2002. Págs. 60-63.

POR QUE LIBERAIS, FEMINISTAS E LGBTS ESTÃO ATACANDO TIM KELLER?


Ausência de gays e mulheres entre os pastores da Igreja Presbiteriana Reedemer seriam alguns pontos que depõem "contra" o ministério de Keller.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Tim Keller é alvo de hostilidade por parte de teólogos liberais dos Estados Unidos. O pastor está escalado para falar no seminário de Princeton no dia 6 de abril, mas sua participação está sendo questionada pelo fato da sua denominação não ordenar mulheres e gays para o pastorado.
Ele seria homenageado com o Prêmio Abraham Kuyper de Excelência em Teologia Reformada e Vida Pública, que homenageia os contribuintes para a “visão neo-calvinista do engajamento religioso”.
Keller, um autor prolífico e orador popular, é fundador da Igreja Presbiteriana Redentor em Manhattan, que ajudou a plantar muitas outras igrejas em Nova York. As igrejas da rde Reedemer, presidida por ele, são conhecidas por seu sucesso em atrair os novos profissionais urbanos e pela diversidade racial e cultural dos seus fiéis. A popularidade das igrejas fundadas pelo pastor refuta alguns mitos sobre a cidade secular de Nova York, de que para alcançar o jovem urbano é preciso ter igrejas emergentes, liberais e mundanas.
O modelo dessas igrejas, bem como os escritos de Keller inspiraram inúmeras outras novas igrejas, que tem tido muito êxito em alcançar os jovens urbanos em toda a América.
Aparecendo frequentemente na mídia secular como um comentarista religioso e cultural, Keller é um dos mais influentes pastores e pensadores cristãos na América hoje, e uma espécie de mentor deste movimento de renascimento do cristianismo protestante evangélico urbano. Sua teologia, assim como a sua denominação é ortodoxa e reformada.
Mas para a ala liberal da igreja americana, esse conservadorismo não é visto com bosn olhos. Uma graduada de Princeton e “ministra” da Igreja Presbiteriana liberal (EUA), foi citada no The Christian Post, denunciando a participação de Keller no programa de Princeton e a premiação a ele concedida:
“Uma instituição destinada a treinar homens e mulheres para o ministério não deveria conceder prêmios extravagantes a alguém que acredita que metade do corpo estudantil (ou é mais de metade?) deve estar fora do “negócio” de igrejas. É ofensivo”, comentou.
Ela também reclama que “ele (e a denominação que ele serve) também é muito claro em sua exclusão de pessoas LGBT”.
A Christian Century também usou uma de suas colunas para atacá-lo:
“Um dos mais fortes, mais lidos e mais aderentes defensores da liderança masculina em casa. Estou literalmente tremendo de dor enquanto escrevo isso. Passei anos com mulheres que tentaram se desprogramar depois de crescerem nesse abuso batizado”.
Para estes liberais, afirmar a liderança masculina no lar e na igreja – tal como a bíblia ensina – é contribuir para uma forma de abuso semelhante à escravidão. Da mesma forma, a exclusão de candidatos gays ao ministério pastoral é fruto de uma mentalidade retrógrada que está em total dissonância com o mundo moderno.
Mas a colunista da Century não poupa adjetivos e nem se importa em distorcer fatos e doutrinas. Segundo ele, este  “complementarismo” sexual, “significa que as mulheres casadas não têm escolha alguma ao longo de suas vidas”. Os membros das igrejas de Keller em Manhattan provavelmente ficariam surpresos com esta afirmação tão distante da verdade. Ela conclui:
“Eu esperava que minha denominação se levantasse para as mulheres, alto e claro. Em vez disso, estamos honrando e celebrando um homem que tem defendido a teologia tóxica por décadas”.
Apesar de todas as críticas, as igrejas Redeemer tem tido um crescimento bem acima da média das denominações ao seu redor, mesmo aquelas de corte liberal ou emergente, o que mostra que quando se trata de alcançar uma geração ou redimir uma cidade, não basta apenas ter uma boa estratégia de contextualização, é preciso ser fiel as Escrituras e tê-la em alta estima. Não é preciso ter medo de se posicionar com respeito àqueles temas polêmicos sobre os quais a bíblia se posiciona, e a Reedemer com seu exemplo, tem cumprido seu papel de nos alertar quanto a isso.
Por Léo Gonçalves
Redação Púlpito Cristão
Com informações do Christian Century e Mark Tooley blog.

JOHN PIPER DIZ COMO SE LIVRAR DO VÍCIO DA PORNOGRAFIA [VIDEO]

O pastor John Piper falou, em um vídeo publicado pelo site Desiring God, sobre o vício da pornografia e como o cristão pode dizer não a ela (vídeo no final do post).

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
O pastor John Piper falou, em um vídeo publicado pelo site Desiring God, sobre o vício da pornografia e como o cristão pode dizer não a ela (vídeo no final do post).
O líder começa falando sobre luxúria. Nem todo desejo sexual é luxuria. “Deus criou o desejo sexual, se isto tiver o seu lugar correto, e pode, de fato, tornar-se um ato de adoração no casamento. Mas, a luxúria é um desejo sexual que caminha errado. Aqui está minha definição: luxúria é um desejo sexual que desonra seu objeto e despreza a Deus. Despreza as promessas e os avisos de ter ou perder as belezas de Cristo”, comenta.
Logo em seguida, o pastor questiona o vídeo da pornografia. “O papel natural e espiritual do domínio próprio em relação à luxúria. Vício é um termo relativo. Eu apostaria minha vida na hipótese de que neste lugar, ninguém é absolutamente viciado em pornografia ou qualquer pecado sexual. O que eu quero dizer é o seguinte. Se os riscos são bastante altos e bastante seguros, você terá o domínio que precisa para superar qualquer tentação sexual”, ministra.

Então, Piper exemplifica sua fala anterior com cenas. “Por exemplo. Nesta noite, se você está sentindo uma forte influência do desejo sexual. O mais ardente, o mais poderoso que você já sentiu na sua vida. E você crê que não pode resistir à tentação ao olhar para alguma nudez on-line e, de repente, membros da ISIS encapuçados de preto, trouxer o seu melhor amigo, ou seu cônjuge, dentro do quarto com uma fala em sua garganta, e dizer: ‘se você olhar para este site, eu vou cortar a garganta deles’. Você terá domínio próprio. Você não é viciado. Você não vai clicar”, conta.
Piper cita um outro exemplo. “Ou, se um homem caminhar para dentro do quarto, e disser: ‘Se você olhar para esta nudez, eu não te darei um milhão de dólares. Você estará livre de impostos. Mas, se você não olhar esta nudez, eu te darei esta mala com um milhão de dólares em dinheiro’. Você terá total domínio próprio, você não é viciado naquele momento”, comenta.

Redação Púlpito Cristão

CANTORA CRISTÃ COM CÂNCER TERMINAL SE DESPEDE DA VIDA LOUVANDO

A cantora Bola Taylor que sofre de um câncer incurável, fez sua apresentação de despedida, agradecendo a Deus por tudo o que viveu.


Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Sabendo que lhe restavam poucos dias de vida e que não havia nenhum tratamento a ser feito e qualquer esperança de cura, a cantora Bola Taylor realizou sua última apresentação louvando a Deus apesar de seu delicado estado de saúde, publicouHuffington Post.
“Sinto uma paz inexplicável que somente Deus pode dar, e Ele deu com abundância. Ele me tem guardado e me permitiu entrar na ‘fase aceitação’ sem sofrimento”, escreveu Taylor em seus facebook. “Eu disse aos médicos que há uma opção para minha cura, se chama ‘milagre’. Se o Senhor decidir me curar, eu não tenho dúvida que Ele pode fazê-lo”.
“Sei pra onde vou. Certifique-se que você também vá”, escreveu na rede social.
Taylor serviu com seu esposo como missionários no Japão durante 20 anos e fundaram o Ministério Halleluijah Gospel Family com objetivo evangelístico.
“Minha oração sempre foi: que eu viva de acordo com os planos de Deus. Oro para que seja assim até que eu morra, e com isso, mostrarei às pessoas a confiança que elas podem ter em Jesus Cristo como seu Redentor. Ele preparou um lugar para mim e agora estou me preparando para esta viagem de primeira classe, rumo a glória. Estou emocionada!”, acrescentou.
A cantora lutou contra o câncer até o ano de 2015, e Deus a tomou para si.
Assista uma de suas apresentações louvando:

Por Jonara Gonçalves
Redação Púlpito Cristão
Com informações Huffington Post

quinta-feira, 16 de março de 2017

Ex satanista e fundador da igreja luciferina se converte ao cristianismo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
O fundador da igreja satânica no Texas se converteu ao cristianismo. Jacob McKelvy, era a peça fundamental que reunia um grupo de “luciferinos” e fundou uma igreja.
No dia 5 de fevereiro deste ano, 2017, McKelvy e sua esposa cortaram os laços com a igreja luciferina, depois de se converter ao cristianismo, ‘nascendo de novo’.
“Estávamos submersos nas sombras influenciados pela contradição e não conhecíamos o amor. Hoje repreendo, renuncio e rompi todos os pactos satânicos pelo sangue de Jesus”, disse McKelvy no culto de seu batismo.
Em entrevista exclusiva com CBN News, McKelvy disse que se envolveu com o satanismo depois que sua irmã foi picada por uma serpente e veio a falecer.
“Nasci e cresci escutando que Jesus Cristo era Deus. Quando perdi minha irmã tive grande desesperança e a sensação de impotência. Foi quando o Luciferianismo me fez crer que eu era meu próprio deus e muito potente”, explicou.
Em 30 de outubro de 2015, a ‘Igreja Maior de Lucifer’ fundada por McKelvy abriu as portas ao público em Houston. “Foi uma busca pelo poder”, disse ele. “Não esperava que a igreja crescesse. Começou na garagem de minha casa”.
Alguns vizinhos cristão protestaram, mas o Pr Robert Hogan incentivou aos demais cristãos a orarem ao invés de protestar.
Agora McKelvy tem testemunho de amor, graça e libertação.
 
Com informações BTN
Imagem: reprodução

terça-feira, 14 de março de 2017

Pastor se une a rede clandestina e resgata centenas de mulheres do Estado Islâmico

O pastor Bill Devlin, da igreja ‘Infinity Bible’ em Nova York, assumiu como sua missão pessoal o resgate de centenas de mulheres e crianças que estavam sob regime de escravidão sexual do Estado Islâmico. Ele visitou o Iraque várias vezes nos últimos anos para ajudar refugiados iraquinaos que haviam sido expulsos de suas casas pelos terroristas do ISIS.
Devlin se associou a uma rede clandestina que resgata reféns que estão sob domínio de grupos como o Estado Islâmico. No ano passado, o pastor doou 1500 dólares para que um esposo pudesse comprar de volta sua própria esposa. Além dela, outras três meninas escravizadas foram resgatadas graças à sua ajuda.
A rede clandestina à qual o pastor pertence já ajudou a resgatar mais de 200 crianças e mulheres (cristãs e Yazidis) do cativeiro do Estado Islâmico.
“Minha motivação veio quando eu pensei que tenho três filhas minhas. Eu imaginei que se elas fossem prisioneiras de uma organização terrorista e eu me aproximasse de alguém e dissesse que estou resgatando garotas, eu gostaria que essa pessoa me dissesse: ‘Eu me unirei a você”, contou o pastor ao The Christian Post.
Devlin tem conseguido o apoio de mantenedores americanos, que tem doado seu dinheiro para ajudar as famílias iraquianas a pagar pelo resgate de seus entes queridos. Ele deixou claro que a rede não está pagando resgate ao Estado Islâmico e explicou que o dinheiro é usado pagar os homens que se arriscam para resgatar os reféns do grupo terrorista.
Em janeiro, o jornal ‘The Independent’ informou que uma rede secreta tem operado no Iraque e na Síria, libertando mais de 3.000 mulheres Yazidi, que eram mantidas em cativeiro pelo Estado Islâmico. A rede foi criada por civis curdos e cristãos, juntamente com outras minorias étnicas e famílias das vítimas, de acordo com a ONG ‘Yazda’.
Léo Gonçalves
Com informações da CBN e The Christian Post
Imagem: Facebook

O líder é chamado para servir e não para ser servido, afirma teólogo durante a 19ª Consciência Cristã

O pastor e teólogo, Mauro Meister, da Igreja Presbiteriana de Barra (SP), fez um raio “X” da liderança da igreja brasileira e avisou que “o líder é chamado para servir e não para ser servido”. A declaração foi dada quando ele participava do 3° Encontro de Liderança Numa Visão Cristocêntrica, um dos eventos paralelos do 19º Encontro Para a Consciência Cristã, realizado em Campina Grande durante o último período do carnaval.
Mauro Meister, que também é professor, abordou o tema: “O Real Chamado do Líder: Servos que Sofrem, Mordomos que se Gastam”, baseado no texto de 1ª Timóteo 3. No escrito, Paulo instrui Timóteo sobre os procedimentos a serem tomados na formação de líderes em sua igreja e as qualificações que os candidatos, como bispos e diáconos, devem possuir.
Aquele conferencista aclarou que o cargo de liderança é cercado de tentações, seja na forma de atalhos desonestos, que são oferecidos ou de razões para desistir e abandonar o cargo:
“O pastorado bíblico é sempre trabalho de um grupo e não de uma pessoa só”, afirmou Meiste.
Ele explicou que um líder que tenta tomar o controle total da igreja acaba se tornando uma figura autoritária. Para Meister alguns     pastores precisam ser acessíveis, para manter uma boa relação com o seu rebanho. Afinal, a liderança está relacionada ao modo como Deus trata seus filhos.
Na opinião de Mauro Meister, o cargo de liderança também não pode ser exercido por obrigação ou por indicação; a pessoa em questão deve aspirar à função, devendo ter em seu íntimo a vontade e dedicação para tal tarefa, preparando-se em todos os sentidos, sabendo que Deus o chama para o serviço, e não para ser servido.
A família também foi citada com um dos pontos fundamentais para se avaliar alguém que almeja o episcopado:
“Existem três qualificações chaves para o cargo de liderança: A familiar, a eclesiástica e a social. Em suma, um pastor deve apresentar uma postura familiar em acordo com o que prega; maturidade ao cumprir seu cargo e uma boa reputação, pois não podemos viver em hipocrisia”, concluiu aquele conferencista.
Ascom
Foto: VINACC

ESPOSA DE KIRK FRANKLIN REVELA O QUE LIVROU SEU CASAMENTO DO DIVÓRCIO: “ORAMOS JUNTOS”

O cantor cristão Kirk Franklin e sua esposa Tammy formam um belo exemplo de casamento feliz. Mas, os dois confessaram que passaram por provas e lutas para chegarem a esse ponto. Durante uma entrevista com a cantora Erica Campbell — que faz parte da dupla “Mary Mary” — em seu programa “Get Up! Mornings With Erica Campbell” (Levante-se! Manhãs com Erica Campbell, em tradução livre), Tammy disse que a oração e o aconselhamento ajudaram a preservar seu casamento.
“Eu acho que a maioria das pessoas acabam evitando a oração como forma de salvar seu casamento. Meio que evitamos aconselhamentos, mas é importante. Se você ama o bastante, você também ama a ponto de pedir ajuda”, disse ela. “E então fizemos aconselhamento. Batalhamos orando juntos e isso salvou nosso casamento. Hoje, eu não sou apenas sua esposa, mas sou sua namorada”, comentou.
Tammy disse que eles aprenderam muito por meio de aconselhamentos com pessoas mais experientes e essa foi uma das coisas que ela nunca esquecerá: que a raiz do seu relacionamento é a amizade.
“Quando você tem um namorado e entra em desacordo com ele, você acaba não se sentindo bem e isso só machuca você. Mas às vezes não somos assim com nossos cônjuges”, disse Tammy. “Mas se você é amigo do seu cônjuge, então seu coração vai doer quando entrar em desacordo com ele. Eu sou do tipo que diz: ‘Ok, estou pronta para falar sobre isso, vamos voltar'”, revelou.
Os Franklin se casaram em 1996. Mas, antes do matrimônio, Franklin e Tammy tiveram um filho de relacionamentos anteriores: Kerrion que é filho de Kirk, e Carrington que é filha de Tammy. Juntos, eles têm dois filhos: uma filha chamada Kennedy e um filho chamado Caziah.
Barreiras no casamento
Kirk revelou que passou por um período onde ele teve dificuldades com promiscuidade e até mesmo com a pornografia. “Eu tinha velhos hábitos que eu desenvolvi antes de eu entender que a salvação e santificação eram duas coisas diferentes e levei alguns desses velhos hábitos prejudiciais para o meu casamento: a promiscuidade, vícios em pornografia que vinham desde a infância”, Franklin escreveu em sua fanpage oficial.
“É claro, os ombros da minha esposa não foram feitos para carregar o meu passado. Eu quase me destruí no início do nosso casamento, porque uma mulher não pode manter o desempenho de outras pessoas. Deus nunca quis que ela o fizesse”.
Mas, o cantor superou essas dificuldades e disse que há uma coisa que ele nunca fará com sua esposa: enganá-la. Quando ele se casou com Tammy, Kirk disse que ele havia feito uma promessa a Deus, de defender sua esposa em todos os momentos.
“Os homens podem ser estúpidos às vezes, e querem o que é mais novo, mais fresco, ou o que a nossa cabeça acha que é melhor. Mas falhar com Tammy é falhar Deus. Trair a Tammy é tentar trair o Reino de Deus, meus filhos e até mesmo vocês”, postou Franklin. “Eu não sou perfeito, mas sou apaixonado por Tammy”, finalizou.
***
Guiame

CARCEREIRO SONHA COM JESUS E LIBERTA PASTORES DA PRISÃO NO ORIENTE MÉDIO

create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Durante os primeiro dia de prisão, os pastores receberam maus tratos. “Fomos espancados”, disse o pastor Irshad da Organização Bibles 4 Mideast.
“Amarraram nossas mãos no buraco de uma barra de aço e nos obrigaram a permanecer curvados enquanto nos espancavam”.
Depois de passar os primeiros meses desanimados, clamaram a Deus e oraram: “Se nós cometemos algum pecado ou iniquidade, perdoa-nos e purifica-nos com teu precioso sangue”.
Os pastores repetiam continuamente: “O sangue de Jesus é nossa vitória!”, mesmo sendo torturados e comendo apenas uma vez ao dia.
Três dias depois que começaram a clamar, um dos oficiais responsáveis pela prisão os visitou: “Pediu que os guardas nos desamarrassem”, disse um dos pastores.
O oficial também pediu que os guardas servissem uma segunda refeição todos os dias. “Estávamos seguros que íamos morrer e que aquele ‘tratamento’ era apenas uma advertência”, acrescentou.
Um dia, quando o oficial voltou do escritório, ele entrou na cela e se sentou no chão ao lado dos pastores. Então, pediu oração: “Nós o olhamos com medo e apreensivos”, disse Irshad.
O oficial disse ter tido um sonho, e que neste sonho, Jesus aparecia sentado no trono rodeado de luz, levantou as mãos e mostrou suas cicatrizes ao carcereiro.
Por 3 noites seguidas ele teve o mesmo sonho, e então foi até a internet para pesquisar mais sobre Jesus. Depois de outros 3 dias, o carcereiro teve outro sonho, cujo Jesus lhe dizia: “Meus filhos estão sendo torturados em tua prisão. Eu já os libertei antes de você, porque eles são a menina dos meus olhos…”.
O oficial cancelou seus compromissos e foi até a prisão à noite para pedir oração e para libertá-los: “Durante o processo burocrático para nossa libertação, tivemos tempo e oportunidade para pregar o evangelho a ele”, disse o pastor.
“Então, ele nos tirou da prisão, nos levou até sua casa e juntos celebramos e oramos a Deus. Quando terminamos de orar, ele pediu para ser batizado”, acrescentou Irshad.
Nós o batizamos juntamente com os outros reclusos evangelizados na prisão.
***
Consciência Cristã

segunda-feira, 13 de março de 2017

Satanistas prometem queimar bíblias e invocar diabo na Universidade de Clemson

De acordo com os organizadores da “queima de bíblias”, o ato seria uma maneira de protestar pedido que a Universidade construa uma capela ‘neosatânica’.
E.U.A. – Grupo de universitários anunciou que em breve farão uma cerimônia ‘neosatânica’ na Universidade de Clemson na Carolina do Sul, usando o nome de ‘Clamson Unorthodox Neo-satanic Temple’, para o evento e distribuindo panfletos e convites com símbolos satânicos, prometendo sacrificar um cordeiro e queimar bíblias.
O ritual publico tem como alvo ‘invocar Bafomete”, um dos nome do diabo que está representado por uma figura com corpo de humano e cabeça de cabra.
“Quem levar bíblias para queimar ganharão prêmios”. O estudantes afirmam que estão exercendo seu direito de liberdade religiosa e os organizadores usam uma decisão do Tribunal Supremo em 2001, que permite que os alunos utilizem os espaços da universidade após o período de aula.
Até agora, os membros de Clemson Unorthodox Neo-Satanic Temple , não divulgaram imagens de sacrifício ou bíblias sendo queimadas, mas ainda assim, o anuncio provocou um debate dentro da Universidade considerando “até onde vai a ‘tolerância religiosa’”?
Segundo os organizadores, queimar bíblias é a forma que encontraram para protestar pedindo que a Universidade permita a construção de uma ‘capela’ para eles, com capacidade para 150 pessoas, onde eles possam exercer sua crença, fazer casamentos e funerais.
Esta é a primeira vez que um grupo de estudantes universitários anunciaram um ritual dentro do campus da Universidade. Em 2014, um grupo de ‘estudantes culturais’ da Universidade de Harvard, planejou uma ‘missa negra satânica” no campus da universidade, mas foi cancelada depois de protestos por parte dos pais, estudantes e professores.
Em nome da ‘diversidade’ “queremos que o satanismo seja reconhecido como uma religião e com os mesmos direitos das demais”, segundo informou The Blaze.

Com informações Noticias Cristianas
Imagem: reprodução

Deus odeia a imoralidade sexual

image from google


Aqueles que amam também devem odiar. Aqueles que amam o que é bom, o que é benéfico, o que é honroso, devem odiar o que é mau, o que é prejudicial, o que é lamentável. Nós somos definidos tanto pelas coisas que amamos, quanto pelas coisas que detestamos. E o que é verdade para nós também é para Deus (ou melhor dizendo, o que em primeiro lugar é verdadeiro para Deus também é para nós). Para que Deus ame, Ele também deve odiar.

A Bíblia nos fala de muitas coisas que Deus odeia. Às vezes, ela diz diretamente “Deus odeia isso”; outras, descreve tais coisas com palavras como “abominável” ou “detestável”. Quando colocamos tudo isso junto, encontramos cerca de oito grandes categorias de coisas que Deus odeia. Já vimos que Deus odeia idolatria. Hoje eu quero mostrar que Deus também odeia a imoralidade sexual.

Deus odeia a imoralidade sexual

Os seres humanos são seres sexuais. Nós somos muito mais do que isso, é claro, mas não somos menos. Nossa sexualidade é uma parte de quem somos, um bom presente de Deus para unir marido e mulher e expandir a raça humana. Como tudo o mais que temos, a nossa sexualidade é um dom que nos foi dado em confiança. Devemos nutri-lo fielmente, usando-o nos caminhos comandados por Deus, recusando seu uso de formas que Ele proíba. Deus estipula que o sexo deve existir somente no casamento de um homem com uma mulher e ainda estipula de que ele deve, de fato, acontecer no casamento (1 Coríntios 7:1-5). Assim como é pecaminoso ter relações sexuais fora do casamento, é pecaminoso não ter relações sexuais dentro do casamento.

Deus ama quando os seres humanos usam o dom da sexualidade nos caminhos que Ele ordena, mas, em seguida, necessariamente odeia quando eles o abusam de outras maneiras. Especificamente, ele odeia os atos de homossexualidade e bestialidade (Levítico 18:22-23), assim como o transvestimento (Deuteronômio 22:5). Ele odeia ofertas provenientes de prostituição ou, neste caso, a prostituição no contexto ritualístico (Deuteronômio 23:18). Podemos aplicar isso a um contexto moderno, observando que o dinheiro gasto ou ganho ilicitamente desonra a Deus, mesmo quando dado a uma causa nobre.

Deus também odeia o divórcio, a separação dos laços do casamento (Malaquias 2:14-16). Malaquias 2 é uma passagem complicada cuja tradução é contestada, mas podemos estar confiantes disso: o que pode estar opaco no Antigo Testamento, em que o divórcio era permitido, está absolutamente claro no Novo Testamento, em que o divórcio é proibido, exceto no caso de adultério (ver Marcos 10:1-12). Deus, sobretudo, odeia o divórcio quando o objeto é a exploração de outra pessoa, como em Deuteronômio 24:4, onde parece que a ênfase é em um marido que se casa para receber o dote de sua esposa, se divorciando, e depois se casando com ela uma segunda vez para receber um segundo dote.

Para resumir: Deus odeia o pecado sexual, Ele odeia qualquer contaminação do dom da sexualidade, e Ele odeia qualquer desonra do casamento, o único contexto certo para a sexualidade.

Por que Deus odeia a imoralidade sexual?

Por que Deus odeia a imoralidade sexual? Porque de alguma forma o pecado sexual é mais grave do que outras formas de rebelião. Em 1 Coríntios 6:18, lemos essas palavras surpreendentes: “Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo.” Os estudiosos da Bíblia debatem o significado das palavras, mas isso é muito claro: o pecado sexual debocha da união física e espiritual presente no relacionamento sexual. Como a Reformation Study Bible aponta, “no ensino de Paulo, a união física envolvida na imoralidade sexual tem consequências especiais porque interfere na nossa identidade cristã como pessoas que foram unidas a Cristo através do Espírito Santo.” Aqueles que estão unidos a Cristo não podem estar unidos a uma prostituta ou qualquer outra pessoa com a qual não estejam casados.

O pecado sexual degrada e abusa do corpo que Deus utiliza como seu templo. “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” (1 Coríntios 6:19-20). É importante ressaltar a linguagem similar que Paulo usa para descrever a idolatria e a imoralidade sexual. Ambos são sinais de profunda rebelião contra Deus.

Julgamento de Deus sobre os devassos

Deus é perfeitamente claro em seu julgamento sobre a imoralidade sexual. Grande parte do primeiro capítulo de Romanos 1 é dedicado a provar que o julgamento de Deus cai sobre aqueles que cometem o pecado sexual e que, ao longo do tempo, caem mais e mais nesse erro. “Conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem.” (Romanos 1:32). Na verdade, Paulo chega a afirmar que o aumento do pecado sexual é a própria forma de julgamento através da qual Deus deixa as pessoas mais perdidas em seus pecados. 1 Coríntios 6:9 insiste que nem os devassos, nem os homossexuais verão o céu, o que se repete em Gálatas 5:19-21, Efésios 5:5 e Apocalipse 22:15. O autor da carta aos Hebreus demanda, “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.” (Hebreus 13:4). Aqueles que cometem imoralidade sexual enfrentarão o julgamento justo e eterno de Deus.

Esperança para os imorais sexuais

No entanto, há esperança, mesmo para os devassos. Em sua primeira carta a Timóteo, Paulo discute o propósito da lei de Deus e diz que a lei foi dada para “impuros, sodomitas, raptores de homens” (1:10). Deus provê para todos os pecadores! A lei foi dada graciosamente para expor seus pecados, seus desejos pelo pecado, e sua incapacidade de parar de pecar. Mas, é claro, a lei não era suficiente, então Paulo muda imediatamente da completude da lei para a bondade do evangelho, para o que ele se refere como “o evangelho da glória do Deus bendito”. O evangelho insiste que nenhum de nós está além da redenção, nenhum de nós está além da salvação, se nos voltarmos para Cristo e seu perdão. “Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal” (1:15). Não há pecador inalcançável à sua graça.

Fugi da impureza”, diz Paulo (1 Coríntios 6:18). Devemos fugir desse pecado e, por meio do evangelho, nós podemos.

Versículos-chave sobre a imoralidade sexual

Se você gostaria de se envolver em algum estudo mais aprofundado, aqui estão os versículos-chave sobre o ódio de Deus à imoralidade sexual:

  • Deus planejou o casamento e a sexualidade em torno do sexo masculino e do sexo feminino (Gênesis 2: 24-25)
  • Deus odeia os atos homossexuais (Levítico 18:22)
  • Deus odeia atos sexuais entre humanos e animais (Levítico 18:23)
  • Deus odeia o uso de roupas do sexo oposto (Deuteronômio 22:5)
  • Deus odeia e não aceitará ofertas provenientes da prostituição (Deuteronômio 23:18)
  • Deus odeia a exploração através do divórcio (Deuteronômio 24:4)
  • Deus odeia o divórcio (Malaquias 2:14-16)
  • Deus odeia a imoralidade sexual em todas as suas formas (Gálatas 5:19-21, Efésios 5:5, Apocalipse 22:15)
  • Deus criou o corpo para a pureza e não para a imoralidade (1 Coríntios 6:13)
  • Deus nos ordena a fugir da imoralidade sexual (1 Coríntios 6:18)
  • Deus oferece o perdão para os devassos (1 Coríntios 6:9-11)
  • Deus ordena a exclusividade da relação sexual dentro do casamento (Hebreus 13:4)

***
Autor: Tim Challies
Fonte: Challies.com
Tradução: Kimberly Anastacio
Via: Reforma 21

sexta-feira, 10 de março de 2017

460 anos do primeiro culto protestante no Brasil

Neste 10 de março de 2017, completam-se 460 anos do primeiro culto protestante no Brasil, ocorrido na atual Ilha de Villegaignon, no Rio de Janeiro (RJ).
No século 16, o vice-almirante Nicolas Durand de Villegaignon ouvira falar das maravilhosas terras do Brasil, recém-descobertas. Ouvira também alusões à beleza dos trópicos, à fertilidade do solo e às riquezas naturais. Empolgado pelo que ouvira, e pela ambição de conquistar uma parte da nova e encantadora região meridional, Villegaignon conseguiu conquistar a amizade e o apoio do almirante Gaspar de Coligny, que era amigo de Henrique II, rei da França, com o qual conseguiu dois navios equipados com víveres e munidos de artilharia, e ainda dez mil francos.
Nessa expedição, Villegaignon não teve o cuidado de selecionar os homens que o acompanharam. Alguns meses após a chegada, alguns expedicionários conspiraram contra o vice-almirante, sendo por este presos e mortos 16 dos conspiradores. O almirante Coligny, conseguiu, então, arregimentar a segunda expedição de 300 homens e mais 3 navios. Entre os tripulantes dos três navios havia 14 huguenotes, protestantes franceses de renome, cujo chefe era Felipe de Corguilarai. Havia também dois pastores cujos nomes são Pierre Richier e Guilhaume Chartier. Outros nomes que integravam essa comitiva são Pierre Bourdon, Mathieu Verneuil, Jean du Bordel, André LaFon, Nicolas Denis, Jean de Gardien, Martin David, Nicolas Reviquet, Nicolas Carmau, Jacques Roseau e Jean de Lari, sendo que este último era o historiador da expedição.
A expedição da qual faziam parte os huguenotes chegou ao porto da Guanabara no dia 7 de março de 1557, após quatro meses de viagem da França ao Brasil.Villegaignon recebeu festivamente os huguenotes, pois estes mereciam sua confiança e neles estava a esperança de êxito na conquista desta parte da América.
O desembarque dos huguenotes foi realizado no dia 10 de março de 1557, uma quarta-feira, e no mesmo dia realizou-se o primeiro culto protestante nas Américas, em um falão rústico existente na ilha. Dirigiu o culto o pastor Pierre Richier, o qual pregou com base em Salmos 27.4: “Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e aprender no seu templo”. Cantaram na ocasião o Salmo 5.
No dia 21 de março de 1557, um domingo, eles organizariam a primeira Igreja Evangélica das Américas, ocasião em que seria também celebrada pela primeira vez a Ceia do Senhor. O vice-almirante Villegaignon foi o primeiro a participar da Ceia do Senhor. Entretanto, mais tarde, traiu e perseguiu os huguenotes, passando a ser considerado pelos historiadores, por esse ato de traição, como o “’Caim das Américas”.
Três dos 14 nomes mencionados foram os três primeiros mártires da fé evangélica no Novo Mundo: Jean de Bourdel, MathieuVerneuil e Pierre Bourdon, executados em 9 de fevereiro de 1558, uma sexta-feira, por ordem de Nicolas Durand de Villegaignon, na Ilha que tem o nome do “Caim das Américas”. O nome primitivo da atual Ilha de Villegaignon era Serigi ou Serigipe. A muralha do lado norte, de onde foram jogados ao mar os três franceses, é a única que resta das obras primitivas na ilha. O atual forte da Ilha foi construído sobre as bases do forte primitivo.
Dez anos após a realização do primeiro culto na Guanabara, outro huguenote também pagou com a vida, pelo “crime” de pregar o Evangelho. No dia 20 de janeiro de 1567, quando se lançavam os fundamentos da cidade do Rio de Janeiro, Jacques le Balleur foi enforcado, por ordem de Mem de Sá, e com a assistência do padre José de Anchieta. Jacques le Balleur chegou à Guanabara na primeira expedição dos franceses.
Em 1967, por ocasião da Conferência Mundial Pentecostal realizada no Brasil, foi promovido pelas Assembleias de Deus brasileiras um culto especial na Ilha de Villegaignon rememorando o primeiro culto protestante no país.
Fonte: “A Tragédia da Guanabara – A História dos Primeiros Mártires do Cristianismo no Brasil” (CPAD).

Conciência Cristã News
Imagem:reprodução

quinta-feira, 9 de março de 2017

Mais de um milhão e meio marcham contra a ideologia de gênero no Peru


Sob o lema #ConMisHijosNoTeMetas (Não se meta com os meus filhos), mais de um milhão e meio de peruanos se manifestaram nas 24 regiões do Peru contra a doutrinação da ideologia de gênero de estudantes menores de idade.
LIMA, Perú –No final do evento central em Lima, capital do país, os organizadores confirmaram que nos eventos realizados durante o dia nas diferentes cidades do Peru, a participação superou um milhão e meio de manifestantes. Entre os presentes, estavam os congressistas Julio Rosas, Carlos Tubino, Nelly Cuadros, Juan Carlos Gonzales, Marco Miyashiro, Roberto Vieira, Federico Pariona e Edwin Donayre.
#ConMisHijosNoTeMetas é uma campanha que responde a tentativa do governo do Peru, através do Ministério da Educação, de promover em 2017 um Currículo Nacional para crianças a partir de 0 anos, com critérios da ideologia de gênero.
Em janeiro deste ano, a Conferência Episcopal peruana assinalou que o governo “deve suspender imediatamente no novo Currículo Nacional aquelas noções provenientes da ideologia de gênero”.
Em vários pontos de Lima, capital do país, a partir das 14h (hora local) de 4 de março, grupos multitudinários se reuniram e se dirigiram à Praça San Martin, no centro da cidade.
Também esteve presente na marcha em Lima a deputada colombiana Ángela Hernández, que liderou na Colômbia, em 2016, uma série de manifestações contra a doutrinação de crianças em ideologia de gênero.
Os protestos massivos causaram a renúncia da então ministra da Educação desse país, Gina Parody.
Em declarações ao Grupo ACI em 4 de março, Hernández disse que a ideologia de gênero é “perversa” e advertiu que “esta pretende colonizar a mente das nossas crianças” e “prejudicar a identidade sexual que temos até hoje”.
A deputada colombiana pediu ao presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, que escute “a vontade democrática do povo, remova esta ideologia dos currículos escolares” e “respeite o direito dos pais de educar os seus filhos”.
Os manifestantes, com diversos cartazes e lemas que criticavam a ideologia de gênero, percorreram os principais bairros da capital peruana.
Em outras cidades importantes do país, como Arequipa, Trijillo, Iquitos e Cuzco, foram registradas numerosas manifestações.
O vigário episcopal da Comissão de Família e Vida da Arquidiocese de Lima (Peru), Pe. Luis Gaspar, destacou que “a educação, primeiro direito dos pais aos seus filhos, não é negociável”.
“Estamos em uma guerra moral, uma guerra espiritual e o campo de batalha é a mente dos seus filhos, e os defenderemos até o fim de nossos dias”.
Manifestantes program participar da Marcha pela Vida, em Lima no dia 25 de março.
Entre os manifestantes também foram feitas duras críticas aos meios de comunicação, que costumam ignorar ou minimizar a magnitude das marchas em defesa da vida e da família.


Com informações Acidigital
Imagem: reprodução

Mulher que diz ser “Deus na terra” atrai multidão na África

Fundada em 2009, a igreja (hoje classificada com seita), vem crescendo rapidamente em todo o país.
AFRICA – Na ‘Santíssima Igreja de Jesus Cristo de Baname’ em Benin, África, milhões de fiéis se reúnem para adorar à deus. Para eles, a divindade está encarnado em uma mulher de 25 anos, que promete acabar com o reino do inferno na terra.
Vicentia Tadagbe Tchranvoukinni, se diz “perfeita” e “espirito santo” de deus, e se comprometeu em expulsar os demônios do país, (vudús), uma das religiões mais praticadas na África.
Desde que se juntou ao ex sacerdote, que agora se diz ‘Papa’, ela prega uma mistura jargões pentecostais e rituais católicos. A Santa Igreja também atraiu ao presidente da república.
Sua presença é carismática e firme quanto a outras religiões, se tornando cada vez mais famosa no país; Primeiro porque se faz de vítima por ser expulsa da ‘junta’ que reúne as igrejas cristãs de Benin e segundo, recentemente, após a morte de 5 fieis, dirigiu um ritual ‘importante’ tornando-se mais influente.
Em janeiro, 5 dos fiéis morreram asfixiados em um quarto onde deveriam passar dias orando por libertação.
Aos domingo, milhões de seguidores sobem a colina do distrito de Zou em Baname, há 130km ao norte da capital para escutar a pregação de Vicentia.
A foto da deidade encarnada é distribuída em vários lugares. Em suas pregações, ela sempre combina elementos do cristianismo e de outras religiões animistas tradicionais do país. Vicentia afirma ter caído do céu na terra, cujo foi encontrada por um pastor de gados.
“As pessoas não entendem que o espirito santo criador do céu e da terra utiliza o meu corpo perfeito como templo”, disse ela a imprensa.
“Ela veio para acabar com o reinado de Belzebú, e por um fim na bruxaria e todos os espíritos malignos que impedem a humanidade de se desenvolver”, disse o ex sacerdote Mathias Vignan, que agora se intitula Papa Christophe 18.
Em janeiro de 2014, o governo de Benin iniciou uma investigação formal sobre a igreja, após receber inúmeras reclamações das comunidade religiosas, políticas e de líderes tradicionais.
Nesta ocasião, o ex residente, Thomas Boni Yayi, conversou pessoalmente com Vicentia e não tomou nenhuma decisão legal contra a seita. Desde então, sua influencia apenas cresceu.
Ela se diz “deus” e defendeu publicamente a candidatura do atual presidente Patrice Talon, eleito em março de 2016.

Com informações Notícias Cristianas
Imagem: reprodução
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...