quinta-feira, 10 de agosto de 2017

"Deus trabalha com evidências para atrair os descrentes aos Seu reino", diz ex-ateu


De ateu convicto a grande apologista do Evangelho, hoje Lee Strobel conta seu testemunho com orgulho no filme 'Em Defesa de Cristo'.
O ator Mike Vogel interpreta o personagem de Lee Strobel no filme "Em Defesa de Cristo". (Imagem: PureFlix)
O ator Mike Vogel interpreta o personagem de Lee Strobel no filme "Em Defesa de Cristo". (Imagem: PureFlix)

Para Lee Strobel, fazer perguntas difíceis é algo que acontecem naturalmente. Jornalista investigativo premiado e formado em jornalismo e direito pela Universidade de Harvard, Strobel rapidamente subiu as escadas do jornal Chicago Tribune na década de 1980, onde foi promovido ao prestigiado posto de editor de assuntos legais.
Assim, quando sua esposa Leslie se converteu ao cristianismo pouco depois do casamento, Strobel - que se orgulhava em dizer que era ateu - passou a usar ao máximo suas habilidades jornalísticas e legais para tentar refutar a existência de Deus.
No entanto, após uma investigação aprofundada sobre o cristianismo, incluindo numerosas entrevistas com estudiosos e historiadores bíblicos, Strobel acabou vendo seu coração, mente e visão serem inteira e radicalmente transformados. Hoje, ele é um dos principais apologistas cristãos do mundo e escreveu uma série de livros premiados em defesa do cristianismo, incluindo "The Case for Christ", que detalha sua história de conversão radical.
Agora, a jornada dramática de Strobel ganha vida nos cinemas, por meio do filme "The Case for Christ" ("Em Defesa de Cristo"), produzido pela 'Pure Flix' e pela Triple Horse Studios, prometendo inspirar todos os que assistirem ao longa. O lançamento do filme em todo o Brasil está programado para o dia 14 de agosto.
Em uma entrevista para o site 'Gospel Herald', Strobel falou abertamente sobre sua experiência de conversão, sua esperança para o próximo filme e a surpreendente razão pela qual se sente encorajado pela sociedade pós-moderna de hoje.
O ex-ateu destacou que o filme pode ajudar o testemunho tão forte da transformação de um "ateu convicto" pelo Evangelho a chegar a um número ainda maior de pessoas.
"Eu acho que há muitas pessoas que não leriam um livro, mas iriam ao cinema para assistir a um filme. Muitos deles não iriam à igreja, mas vão ao cinema. Eu acho que essa é uma oportunidade para alcançar uma multidão inteira com a verdade do Evangelho em uma história que é atraente e graciosa. É uma história de amor; É um relacionamento entre pai e filho; É uma história do jornalismo das grandes cidades; É uma história de uma jornada espiritual", contou.
Strobel também destacou o momento crítico em que o filme está sendo lançado: um tempo em que a fé cristã está sendo cada vez mais atacada.
"Penso que estamos em um momento desafiante para os cristãos, porque nossa fé é baseada na verdade, não em contos de fadas ou lendas ou mitologia. E então, como apresentamos essa verdade do cristianismo de forma criativa e convincente? Penso que, ao aproveitar o cinema como ferramente, podemos apresentar a evidência da fé cristã de uma maneira especialmente apropriada para essa geração", destacou.
O apologista cristão também lembrou que a mensagem do filme vem como uma resposta ao anseio que as pessoas têm no fundo de seus corações e suas almas.
"As pessoas estão à procura de uma base sólida. Eles estão cansados das areias instáveis do relativismo e da incerteza. O cristianismo é construído sobre as bases sólidas da verdade bíblica e essa verdade também é histórica. Os jovens nos dias de hoje estão em busca de descobrir o que é sólido e confiável. Quando eles aplicam sua curiosidade à evidência ao cristianismo, creio que descobrirão que esta é uma fé construída com base sólida na qual eles podem confiar", afirmou.

O testemunho nas telonas
Strobel explicou que o filme de fato comprova o poder do evangelho através da transformação de um ateu que parecia irredutível e como é importante que um cristão desenvolva mantenha uma boa conduta de vida para que isso seja uma grande manifestação prática da Bíblia a outras pessoas.
O apologista explicou que a boa conduta de sua esposa, Leslie, como recém-convertida, foi exatamente o que o estimulou a buscar a verdade do Evangelho.
"É uma história sobre duas pessoas que se apaixonaram aos 14 anos, se casaram quando ainda eram adolescentes e passaram por esta crise, na qual a esposa se tornou cristã e o marido era um ateu convicto. Isso quase acabou com o casamento deles. Mas felizmente, as mudanças positivas em Leslie realmente me encorajaram a investigar se realmente há alguma verdade no cristianismo", destacou.
"Claro, isso ia contra o plano de fundo de trabalhar no 'Chicago Tribune', então há muito drama envolvido nesta história. Há muitos elementos excelentes para isso. Penso que, apenas a partir de uma perspectiva narrativa, os jovens se relacionam com ela, mas, em última análise, a verdade da fé cristã é o que prevalecerá nesta história", explicou.
O escritor também destacou que Deus também se manifesta através de evidências bem concretas e muitas destas provas têm sido cada vez mais evidentes.
"Eu acho que Deus trabalha através das evidências. Eu acho que o Espírito Santo usa na vida de algumas pessoas a evidência para levá-los a uma compreensão do Evangelho e da verdade do cristianismo. Nem todos são assim - minha esposa teve uma jornada de fé diferente da minha, já que as evidências não eram tão importantes para ela. Para mim e para muitos jovens hoje que são maltratados por objeções ao cristianismo e sites que atacam a fé cristã, eles estão cada vez mais interessados em descobrir o que é verdade e o que não é. Então, acho que Deus trabalha com esse tipo de evidência para atrair estes descrentes ao Seu reino", afirmou.


FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOSPEL HERALD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...