quarta-feira, 11 de maio de 2016

MOÇA, SEU PRÍNCIPE VIRÁ COM DEFEITO





Por Luciano Bruno

...frequentemente tomamos um cuidado especial aos escrever sobre determinados assuntos, principalmente relacionados a área sentimental, para nunca chocar, desanimar ou confundir, mas apenas para edificar e esclarecer.


Nove em cada dez meninas cristãs que converso têm o desejo de se casar e constituir família e para isso já tem uma lista dos atributos desejáveis no esperado: homem de Deus, bonito, trabalhador, bem-humorado, que tenha uma boa visão de futuro e que goste de crianças. Outras, um pouco mais sinceras colocam outras coisas como dinheiro, carro, perspectiva profissional e não ter bafo como prioridades também no momento de escolha.

Não vejo nada de mal em ter uma lista com os atributos desejáveis, mas há algo muito interessante na maioria delas: ninguém adiciona um atributo negativo no check list. “É óbvio”, alguém diria, “ninguém quer uma pessoa defeituosa para viver o resto da vida”. Mas espere um pouco, não é verdade também que não existem pessoas perfeitas? Sim, é verdade. Isso significa que todas as pessoas com as quais você intentar ter um relacionamento virão com um defeito de fabricação causado pela condição humana pecaminosa ou simplesmente um atributo negativo que talvez não seja um defeito para a maioria das pessoas, mas para você será, por causa dos seus conceitos, valores e pela maneira como você foi criada. Sim meninas, acreditem, até mesmo o Kaká ou o Rodrigo Hilbert têm defeitos que te fariam torcer o nariz.

No casamento aprendemos que a beleza do relacionamento encontra-se na decisão de amar o outro com suas virtudes e defeitos e que a felicidade é possível porque vem da convivência regada por esse amor, que obviamente não é gerado no coração humano, mas derramado por um Deus que ama a ponto de nos aceitar com todos os nossos defeitos.

Dito isso, preciso dar uma dica. Quer você viva com listas ou não de atributos do seu futuro príncipe, saiba que ele virá com defeito. Se for só um jogue suas mãos para o céu e agradeça porque a probabilidade de vir com inúmeros defeitos é muito muito muito maior. E isso tudo para quê? Apenas para te fazer sofrer? Não, para formar o caráter de Cristo em você. Foi John Stott quem disse que o propósito de Deus para o seus filhos é que todos tomem a forma de Cristo. Então, amar pessoas defeituosas é característica ímpar do caráter de Deus, que faz o sol nascer para justos e injustos. E é amando o não amável que se gera o que é amável.

Lembre-se sempre que você mesmo é uma pessoa com defeitos. Mas tenha ciência de que Deus quer te fazer crescer e transformar sua vida dia a dia. Eu te convido a pregar em seu coração uma placa: há vagas para pessoas com deficiências.

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...