quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Nove de cada dez brasileiros atribuem seu êxito financeiro a Deus

Segundo o Datafolha, inclusive ateus dão créditos ao Criador pelo sucesso financeiro.
O instituto de investigação Datafolha, realizou um estudo em mais de 2.828 pessoas com mais de 16 anos, em 174 cidades do Brasil, sobre a relação entre a fé e o êxito financeiro, (a margem de erro está fixada nos dois pontos).
Os resultados, publicados pelo diário Folha de S. Paulo, mostram que 9 de cada 10 brasileiros estão de acordo com a frase:  “Todo o sucesso financeiro da minha vida devo-o, em primeiro lugar, a Deus”, afirmação usada na pesquisa.
Os índices foram altos em vários grupos. Entre os religiosos que estão de acordo com a afirmação, superou mais de 90%. 70% dos que se declararam sem religião, também estão de acordo que o sucesso das finanças familiar estão ligadas diretamente à fé.
No entanto, o mais curioso da pesquisa, foi que 23% dos ateus que participaram da pesquisa, que não creem em Deus e sem religião, também atribuíram que devem o êxito financeiro à Deus.
Sobre a base dos resultados do estudo, considerou-se que quem tem menor salário e baixa escolaridade, são os indivíduo mais propensos a atribuir o sucesso financeiro à Deus, mas 77% dos licenciados também atribuem uma responsabilidade divina para o estado das suas finanças.
Segundo a pesquisa, 97% dos evangélicos (que no Brasil incluem os protestantes históricos e os neo-pentecostais) dizem haver uma influência divina nas suas finanças, tal como 91% dos católicos, 70% dos que não seguem nenhuma religião, 66% dos seguidores do espiritismo e 63% seguidores do culto afro-brasileiro Umbanda.
Datafolha constou também que, católicos creem que a origem da pobreza está ligada a diversos motivos e razões. Porém, os evangélicos tendem a crer que a pobreza está ligada a falta de fé.
Outro dos resultados desta sondagem mostra que o Brasil é cada vez menos católico. Desde 2014, esta religião perdeu 9 milhões de seguidores e, hoje, apenas 50% dos brasileiros dizem ser católicos, enquanto 22% são evangélicos.
Há dois anos, 60% dos brasileiros declararam-se católicos (praticantes ou não praticantes), contra 74% há 25 anos. E, desde então, o número de brasileiros “sem religião” mais do que duplicou de 6% para 14%.
Redação Consciência Cristã News
Imagem: Reprodução web

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...