segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Igreja Batista em Dallas vota para aceitação de membros LGBT

DALLAS – A Igreja Batista de Wilshire (Wilshire Baptist Church) votou a favor de permitir que gays e lésbicas obtivessem adesão plena à igreja, o que lhes permitiria ser considerados para posições de liderança, além da concessão para casamentos de membros do mesmo sexo. A resolução foi aprovada por uma maioria de 61% em uma votação final, lançada no final da tarde da última segunda-feira (14/11).
“Queremos que o povo LGBT tenha uma vida normal, o mais rápido possível. E isso não é uma questão eclesiástica. Estamos simplesmente dizendo que o Evangelho está aberto a todos, e não fechado a maioria”, disse o pastor sênior George Mason, sobre o voto congregacional. Dos 948 votos computados, 577 foram a favor, 367 foram contra e quatro pessoas se abstiveram. “Esta questão surgiu pela primeira vez há alguns anos” disse Mason. “Tivemos um homem gay que foi sugerido para se tornar diácono – ano após ano”, ele explicou. Mas os estatutos da igreja o impediram. Além disso, o pastor Mason disse que a congregação possui jovens gays e lésbicas, para não mencionar a briga que a igreja teve com a decisão do ano passado, da Suprema Corte dos Estados Unidos, que autoriza o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
O voto da congregação foi resultado de um período de 14 meses de estudos, nos quais membros interpretaram as Escrituras, releram os estatutos e consideraram as possíveis consequências. “A Igreja Batista de Wilshire, localizada no nordeste de Dallas, já perdeu membros por causa disso”, revelou o pastor associado Mark Wingfield. “Perdemos mais do que alguns, durante os 14 meses de estudos”, explicou. “Simplesmente estudando, as pessoas se afastaram”.
Os Batistas do Texas, anteriormente conhecida como Convenção Geral Batista do Texas, ameaçou cortar laços com a congregação de Dallas. A Convenção informou, através de nota, ter um profundo respeito e apreciação pela Igreja Batista de Wilshire, mas que não mudaria sua posição bíblica de longa data, no que diz respeito a seu pensamento sobre a sexualidade humana. Tal diferença afetaria a relação harmoniosa entre congregação e convenção, o que culminaria na retirada da Igreja de Wilshire do rol de cooperação.
Em resposta aos Batistas do Texas, o pastor Mason disse: “Eles são pessoas boas e nós valorizamos sua amizade durante esse tempo, mas discordamos. Não acreditamos que uma convenção estadual realmente tenha uma posição teológica que possa impor as suas igrejas. Realmente, precisamos levar esse assunto à diretoria executiva, para que não haja um desligamento automático (da convenção). Nossa igreja sabe que existem consequências, resultantes de nossa decisão”, disse Mason. “Nós pensamos que haverá muitas consequências positivas, para poder dizer à comunidade LGBT que eles são bem-vindos aqui, plenamente em Cristo”.
Fonte: www.wfaa.com
Traduzido por Bruno Bonete
Fonte:http://conscienciacristanews.com.br/igreja-batista-em-dallas-vota-para-aceitacao-de-membros-lgbt/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...