terça-feira, 8 de novembro de 2016

CURADO DE UMA PARALISIA, PASTOR CONTA QUE MILAGRE LEVOU SUA FAMÍLIA DE ATEUS A CRISTO


Partilhar


Um pastor chinês que sofreu muita perseguição por pregar o evangelho no país oficialmente ateu, compartilhou seu testemunho fé em um encontro mundial de cristãos, na última quarta-feira quarta-feira (26/10/2016), quando ele testemunhou como todos os membros de sua família (ateus) entregaram suas vidas a Cristo, depois que viram as orações dele Jesus terem um efeito sobrenatural sobre sua vida, curando-o de uma enfermidade que o tinha deixado paralítico.


Zhang Heng, diretor adjunto da Missão ‘China Gospel’ e pastor sênior da Zaidao Igreja, em Pequim, China, contou a centenas de pessoas na conferência do Movimento ‘Global Cities’, no Javits Center Jacob em Nova York, que sua cura iniciou, não somente sua jornada no cristianismo, mas também levou à criação de muitas igrejas na China.

Com a ajuda de um tradutor, Heng explicou como uma condição médica não especificada o deixou paralítico até 1979.

Heng disse que até aquele ano, ele estava sem esperanças e houve momentos que ele tentou se matar. O pastor contou que clamou a Deus por ajuda e Ele lhe enviou um pastor, que o apresentou a Jesus.


O pregador disse a Heng: “Jesus é o filho de Deus, morreu por nossos pecados e três dias depois ressuscitou”. O evangelista também explicou que, se ele reconhecesse Jesus como seu salvador, ele seria perdoado, teria a vida a eterna e também poderia ser curado.
“Eu não estava muito preocupado com o perdão, só estava preocupado com a minha própria saúde”, confessou Heng, entre risos.

Para ser curado, Heng foi instruído pelo evangelista a orar e jejuar durante sete dias e “no sétimo dia, o Senhor me curou”, Heng testemunhou. “Eu me levantei e caminhei”.

O milagre impressionou a família de Heng. Seus parentes que eram ateus, imediatamente começaram a louvar a Jesus e se arrependeram de seus pecados, quase que como em uma cena de Atos na Bíblia.

“Toda a família viu essa cura e se ajoelhou para orar e receber o Senhor Jesus como seu Salvador pessoal”, disse ele, em meio a aplausos.

Um mês depois, a família de Heng deu uma festa de ação de graças em sua casa, convidando amigos e o pregador que evangelizou Heng.

“O pregador compartilhou a mensagem do evangelho também como nossos convidados e eu dei o meu próprio testemunho, dizendo a todos o que Jesus tinha feito na minha vida. Mais de 50 pessoas se converteram naquele momento. Então nós demos início a uma igreja naquela mesma noite”, disse Heng.

Nos oito anos seguintes, esse grupo cresceu e gerou mais 200 igrejas, que receberam mais de 20.000 convertidos.

“Começamos uma rede nacional, enviando missionários para evangelizar em diferentes províncias”, disse Heng.

Apesar do crescimento sólido do ministério de Heng, sua igreja e o movimento cristão de forma geral tem sofrido ataques significativos por parte das autoridades chinesas.

“Muitos dos nossos pastores foram presos novamente. Eu fui perseguido por mais de cinco anos e preso por três anos. Eu perguntava a Deus porque eu tinha que estar na cadeia. O Senhor me disse: ‘há uma grande necessidade do Evangelho neste lugar’. Assim, comecei a evangelizar na prisão. Cheguei a batizar muitos nos banheiros”, disse Heng.

Apesar da perseguição contra a Igreja na China, no entanto, o cristianismo tem crescido de forma explosiva no país com um número estimado de 100 milhões de cristãos atualmente.

***
CPADNews via Consciência Cristã

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...