terça-feira, 6 de setembro de 2016

A FAMÍLIA: JUNTOS NA PRESENÇA DE DEUS – PARTE 1



Por John Piper e Nöel Piper

O louvor centralizado em Deus é extremamente importante na vida da igreja. Nós nos achegamos na hora de louvor no domingo de manhã com seriedade, sinceridade e expectativa. Nós tentamos banir tudo aquilo que é irreverente ou insignificante.

Nem todos os cultos são dessa maneira. O domingo de manhã é o Monte da Transfiguração – o lugar magnífico de glória e louvor. Domingo ou quarta-feira à noite é o Monte das Oliveiras – o espaço familiar para um momento com Deus e a comunhão.

Nesse artigo, esperamos cumprir dois objetivos: 1) demonstrar que pais (ou algum adulto responsável) devem trazer os pequeninos para o culto de louvor ao invés de mandá-los para o culto infantil; 2) dar algumas instruções práticas de como fazê-lo.
Não queremos afirmar que a nossa maneira de louvor e adoração é a única correta. Nem todas as nossas idéias se adaptam à maneira que outras igrejas fazem.

Por exemplo, não temos o sermão para as crianças como parte do culto matutino. Seria bom para as crianças, mas enfraqueceria a intensidade espiritual do culto. Para tudo tem o seu tempo. E nós cremos que pelo menos uma hora na semana devemos manter uma intensidade máxima de reverência a Deus.

O GRANDE OBSTÁCULO

Existem diversos motivos por que incentivamos os pais a trazerem as crianças para o culto. Mas, esses argumentos não pesarão muito para os pais que não amam louvar ao Senhor.

O grande obstáculo para as crianças no culto é o fato dos pais não apreciarem o momento de louvor e adoração a Deus. As crianças sentem a diferença entre obrigação e prazer. Portanto, a primeira e mais importante tarefa para os pais é se apaixonar pelo louvor a Deus. Você não pode assumir o que você não possui.

AJUNTAMENTO

É difícil superestimar a boa influência de famílias fazendo coisas valiosas como família semana após semana, ano após ano.
Cultuar é a coisa mais valiosa que o ser humano pode fazer. O efeito de 650 cultos que uma criança vai com o pai e mãe entre as idades de 4 e 17 é incalculável.

SENTIR O ESPÍRITO DO CULTO

Pais têm a responsabilidade de ensinar suas crianças pelos seus exemplos, os ensinamentos e valores de cultuar. No entanto, os pais devem querer suas crianças com eles ao cultuar para que as crianças sintam o espírito e forma de louvor dos seus pais.

As crianças devem ver seus pais abaixando suas cabeças em oração durante o prelúdio e outros momentos de louvor e adoração. Eles devem ver como os pais cantam louvores a Deus com alegria e como eles ouvem a Palavra de Deus. Eles devem sentir o espírito de seus pais encontrando-se com o Deus vivo.

Alguma coisa parece incompleta quando os pais desejam apenas levar seus filhos nos primeiros anos de formação e colocá-los com outras crianças e adultos para formar sua atitude e comportamento no culto. Os pais deveriam ficar orgulhosos por serem modelos para seus filhos do tremendo valor da reverência na presença do Deus Poderoso.

NÃO DEVE SER UMA EXPECTATIVA EXCESSIVA

Ficar sentado e quieto por uma hora ou duas não é uma expectativa excessiva para uma criança de 6 anos que foi ensinada a obedecer os pais. Requer uma medida de disciplina e isso é exatamente o que queremos encorajar os pais a trabalharem isso nos primeiros 5 anos dos seus filhos.

Desta maneira, o desejo de ter filhos no culto é parte de uma preocupação mais extensa que as crianças estão sendo criadas/educadas para então se tornarem “sob disciplina, com todo o respeito…” (1 Timóteo 3:4)

As crianças podem ser ensinadas nos primeiros 5 anos de vida a obedecerem seus pais quando dizem, “Fiquem quietos!”. Cultos alternativos não resolvem a falta de controle dos pais sobre seus filhos, mas uma renovação na disciplina em casa é necessária.

NEM TUDO PASSA EM VÃO

As crianças absorvem grande parte de tudo no culto. Isto é verdade mesmo que falem que está monótono.

Música e palavras se tornam familiares. A mensagem da música começa a penetrar. O formato do culto se torna mais natural. O coral dá uma impressão especial com o tipo de música que as crianças não ouvirão em nenhum outro lugar. Mesmo que alguns dos sermões passem despercebidos, experiências mostram que as crianças ouvem e lembram de coisas marcantes.

O conteúdo das orações, cânticos e sermões dão aos pais oportunidades sem igual para ensinar seus filhos as grandes verdades da fé. Se os pais aprenderem a indagar seus filhos após o culto e explicar as coisas para eles, a capacidade das crianças de participar vai subir.
Nem tudo o que as crianças experimentam deve ser colocado no nível delas para fazer bem a elas. Algumas coisas devem ser, mas nem todas.

Por exemplo, ao aprender uma nova língua, você deve ir passo a passo, do alfabeto ao vocabulário, para a gramática. Ou você pode fazer um curso intensivo onde você mergulhará no ensino e tudo o que você ouve é a língua que você não conhece. A maioria dos professores de língua concordará que o último citado é o mais eficaz.

O culto no domingo não é inútil para as crianças apenas por que muito passa despercebido por elas. Elas podem e aprenderão essa nova língua mais rápido do que imaginamos, isto se houver atitudes positivas e alegres dos pais.

UM SENTIMENTO DE MARAVILHA

Existe uma solenidade e algo tremendo que as crianças devem experimentar na presença de Deus. Isto talvez não aconteça no culto infantil.

Um profundo sentimento do desconhecido e misterioso pode crescer na vida de uma criança sensível através da solenidade do culto, se seus pais estão buscando fervorosamente a Deus também. O mover profundo da magnificência de Deus pode chegar no coração jovem e suave através de momentos dos grandes hinos, momento silencioso, ou durante o sermão. Isso é de um valor imensurável no cultivo de um coração que ama a Deus.

Não cremos que as crianças que têm ido ao culto das crianças por muitos anos entre as idades de 6 e 12 anos, serão melhores treinadas a participar do culto de louvor mais do que se tivessem passado anos ao lado dos pais. Aliás, o oposto provavelmente é o caso.

Será mais difícil acostumar crianças de 10-12 anos para um culto de louvor do que crianças de 5-6 anos. O cimento está mais molhado e diversas possibilidades de moldar os impulsos do coração se foram.

***
Artigo foi publicado originalmente do Desiring God, via Mulheres Piedosas

** John Piper é um dos ministros e autores cristãos mais proeminentes e atuantes dos dias atuais, atingindo com suas publicações e mensagens milhões de pessoas em todo o mundo. Ele exerce seu ministério pastoral na Bethlehem Baptist Church, em Minneapolis, MN, nos EUA desde 1980.
* Noël Piper é casada com John Piper desde 1968. Eles têm quatro filhos, uma filha e um número crescente de netos. Escritora e Palestrante, ela tem sido constantemente convidada para falar em missões e conferências. Ela congrega na Igreja Batista Bethlehem em Minneapolis, onde seu marido tem sido pastor desde 1980.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...