sexta-feira, 22 de julho de 2016

A RETRIBUIÇÃO PROVIDENCIAL DE DEUS - PARTE 2 - RETRIBUIÇÃO PROVIDENCIAL AOS SEUS SANTOS

2- RETRIBUIÇÃO PROVIDENCIAL AOS SEUS SANTOS


Retribuição Providencial a Davi
Davi cometeu um dos crimes mais hediondos que já foram registrados nos anais da história. A hediondez é medida não simplesmente pelos estragos causados na vida de uma família, mas especialmente pelo grau de conhecimento que Davi possuía de Deus.
Davi usou o seu poder para cometer os seus pecados. Ele combinou uma série de fatores para levar avante o seu projeto maligno depois de cobiçar e possuir Bete-Seba. Davi pode ser considerado culpado de perfídia, crueldade e ingratidão para com um soldado leal ao seu exército. Ele chamou a Urias para conversar amistosamente sobre o seu exército (2 Sm. 11.7), quando Urias deixou sua casa, Davi enviou-lhe um presente(2 Sm 11.8),mas como soldado leal Urias não foi ter com sua mulher, mas permaneceu guardando o palácio real ( v.9). Na verdade, Davi queria que ele fosse procurar a sua esposa, que tivesse relação com ela, a fim de que a gravidez dela fosse justificada, pois o verso 27 mostra que Bate-Seba ficou grávida de Davi. A lealdade dele fica mais evidente quando ele conta o motivo por não ter ido à sua casa após a batalha (v.10). Então, Davi não encontra outra solução senão armar o crime contra o seu servo Urias, um homem leal, mas fez tudo para parecer casualidade, acidente de guerra. Somente o seu general Joabe sabia de seus motivos sujos (vs.14-15). A trama urdida por Davi não conseguiu esconder a vergonha de seu pecado. Urias foi morto e Davi recebeu a notícia da sua morte. No entanto, a Escritura registra que "isso que Davi fizera foi mal aos olhos do Senhor"(v.27).
Mesmo os melhores homens são capazes dos crimes mais repugnantes, embora eles sejam preservados pela providência divina, mas não sem a manifestação do seu desagrado com os pecados deles.
Davi casa-se com Bate-Seba depois da morte de Urias e começam a viver juntos. Então, o Senhor envia um profeta a Davi. Era Natã. Ele chega e conta uma triste história sobre dois homens, um rico e outro pobre (2 Sm 12.2-4). A história narrava as injustiças feitas pelo rico contra o pobre. Davi se ira contra a injustiça e ordena que tal homem injusto seja morto! Natã mete o dedo na face de Davi: "Esse homem que deve ser morto é você!"- e dá as razões de sua afirmação (12.8-9).
A seguir vem a maldição divina sobre Davi e sua descendência por causa daqueles pecados. Deus não pode deixar mesmo os seus filhos sem a retribuição. Ele é um Deus zeloso das suas leis quebradas. Isso ninguém pode negar. Veja o que o profeta diz a Davi: Análise de texto
Agora, pois, não se apartará jamais a espada da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher. Assim diz o Senhor: eis que da tua própria casa suscitarei o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres à tua própria vista, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com elas, em plena luz deste sol ( 2 Sm 12.10-11).

Há algumas coisas muito importantes que não podem ser esquecidas nesse texto:

1- A RETRIBUIÇÃO DE DEUS ESTÁ VINCULADA AO DESPREZO QUE O HOMEM TEM POR SUA PALAVRA.
Davi quebrou o mandamento divino de não adulterar. Às vezes não podemos fazer separação entre o Senhor e a sua Palavra. Desprezar a Palavra de Deus é equivalente a desprezar ao próprio Deus, da mesma forma que rejeitar a sua Palavra é rejeitar ao próprio Deus.
Veja o exemplo que Paulo deu desse uso. Ele instou com os tessalonicenses a viverem de modo reto, seguindo o caminho da santificação (1 Ts 4.3). Quando aqueles que estão querendo constituir família pecam sexualmente, isso é impureza e Deus a condena, "porquanto Deus não nos chamou para impureza e sim para santificação". Então Paulo conclui: "Destarte, quem rejeita estas cousas não rejeita ao homem e sim a Deus" (1Ts 4.7-8). Rejeitar a Palavra é rejeitar a Deus.
Foi exatamente essa Palavra do Senhor que Davi desprezou, pois ele a conhecia. Mesmo a sua prerrogativa real não lhe dava o direito de desprezar a verdade de Deus. Por essa razão, a retribuição providencial veio sobre ele e sobre a sua descendência de maneira muito dura.

2-A RETRIBUIÇÃO DA PROVIDÊNCIA DIVINA É ORDENADA E LEVADA A EFEITO POR MEIO DE SEUS AGENTES SECUNDÁRIOS.
Ele disse:"Eu suscitarei o mal sobre ti". Os males de juízo sobre nós são ordenados por Deus, mesmo que esses males de juízo envolvam a quebra de princípios morais. O castigo que Deus suscitou foi uma punição que envolvia atos morais que os seus agentes praticaram. Aitofel, o conselheiro e Absalão, o praticante dos atos punitivos de Deus, foi o agente que Deus usou para execução dos seus propósitos.
Aquilo que Deus determinou que acontecesse por meio de alguém da própria casa de Davi foi um mal moral, mesmo embora tem sido considerado um julgamento de Deus sobre Davi. Deus suscitou o mal, mas o mal foi praticado por agentes secundários. É difícil entender como isso se processa, mas a Escritura diz que é assim e temos de crer como a Escritura afirma.

3-A RETRIBUIÇÃO PROVIDENCIAL DE DEUS É FEITA POR MEIO DE PESSOAS QUE O PRÓPRIO DEUS DETERMINA.
Deus poderia ter escolhido um homem ímpio para cometer um pecado mais hediondo ainda. Todavia, Deus escolheu o filho amado de Davi, Absalão, que queria ser o herdeiro do trono, para ser o executou de seu terrível decreto.Os caminhos da providência retributiva de Deus, são mais altos de que os nossos caminhos e os seus pensamentos mais altos do que os nossos pensamentos. Eu não posso entender a razão última pela qual Deus faz uma coisa dessas, mas ele faz porque ele é soberano, e essa sua ação não traz nenhuma mancha sobre a sua santa natureza.
Ele levantou o filho de Davi para pecar contra o seu pai, mas foi um ato que evidenciou o modus operandi de Deus na sua justiça providencial, que está além da nossa compreensão, mas precisa ser aceito  humildemente. Deus puniu um filho seu por meio de alguém do próprio sangue a quem ele próprio suscitou.

4- A RETRIBUIÇÃO PROVIDENCIAL TEM, EM SI MESMO DOIS ASPECTOS:
1- O primeiro diz respeito ao sangue que seria derramado na sua descendência. A "espada jamais seria apartada da tua casa". toda sua descendência haveria de sofrer os pecados do famoso ascendente; 2) O segundo, por causa de seu pecado, Deus resolve expô-lo à vergonha. Esse aspecto tem um caráter pessoal para Davi. Aquilo que ele havia feito com Bate-Seba o seu descendente, Absalão, haveria de fazer com as suas mulheres, mas de uma maneira pior. A retribuição seria de tal grau que Davi iria ser envergonhado publicamente, quando suas mulheres seriam possuídas à plena luz do dia. O texto da profecia diz que Davi haveria de ver com os seus próprios olhos um seu descendente possuindo as suas mulheres.
No final das contas, todos os expedientes que Davi usou para execução de seus pecados não puderam evitar a retribuição providencial de Deus. Ninguém pode fugir dos decretos divinos. Eles foram cumpridos literalmente algum tempo depois ( ver 2 Sm 1.21-23). Quão poderoso, sábio e soberano é o Deus da providência. Quão profunda é a sua sabedoria! Quão insondável é o seu poder e quão terrível a sua soberania!
Deus poderia ter feito a retribuição de um modo muito diferente, mas quem somos nós para julgar os atos retributivos providenciais de Deus? A sabedoria humana não pode compreender as profundezas do conselho divino! Ela não pode entender o caminho de Deus! A nossa única saída é nos submetermos aos juízos sábios e santos de Deus e ficarmos calados diante de suas ações, dando ouvidos e crendo naquilo que a sua Palavra afirma, mesmo que suas afirmações estejam além de nossa compreensão!

Fonte: A Providência e a Sua Realização Histórica - Cap. 9 páginas 244-247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...