segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Os evangélicos e o deboísmo

Por Renato Vargens

Deboísmo é um neologismo que surgiu na internet como uma corrente filosófica, onde a principal regra é “viver de boa com a vida”. Nessa perspectiva ninguém pode divergir, discutir ou emitir opiniões contrárias a quem quer que seja, até porque agindo desta maneira , o individuo deixa de ficar "de boas" com as pessoas.

Pois é, acho a iniciativa até legal, mesmo porque, não vale a pena discutir por tudo não é verdade? Eu particularmente com o passar dos anos, (devido ao amadurecimento relativo a idade) tenho entendido que não vale a pena "brigar" por qualquer coisa, na verdade, tenho discernido que todos precisamos "escolher nossas brigas". Entretanto, em nome do "politicamente correto", muitos evangélicos acreditam que pelo simples fato de alguém divergir educadamente de outrem aponta para o fato inequívoco de que este seja um maldito desagregador.

Ora,  Vamos combinar uma coisa? Divergências são saudáveis, deste que feitas de forma educada e sem ofensas. O problema é que boa parte da igreja evangélica brasileira não sabe lidar com elas, muito menos discutir ideias e doutrinas, o que tem gerado na internet atitudes passionais por parte daqueles que sofrem discordânciaNessa perspectiva o que mais vemos é a multiplicação dos palavrões, os ataques "ad hominem" e outros impropérios, cujo objetivo sempre é desqualificar o interlocutor.

Caro leitor, nesse contexto o "deboísmo" cai como uma luva, até porque, é muito mais fácil silenciar os que de nós divergem do que dialogar com o que pensam diferente.

Isto posto, concluo que equilíbrio é fundamental e que existirão momentos em que discutir é inócuo e desnecessário, como tão existirão instantes em que o Deboísmo tem que ser deixado de lado.

É o que penso!

Renato Vargens

Papa afirma que a vida de Jesus terminou em um fracasso

Por Renato Vargens


O papa Francisco continua a criar polêmicas em suas a América. Durante uma homilia proferida em Nova York na catedral de São Patrício para sacerdotes e religiosos uma fala da entidade religiosa causou muita polêmica. 

Durante seu discurso o papa afirmou: “a vida de Jesus, humanamente falando, acabou como um fracasso. (Para ler o conteúdo completo da reportagem clique aquiaqui  e aqui)

Caro leitor, a homilia do Papa sem a menor sombra de dúvidas fere as verdades inquestionáveis do Cristianismo, e antes que alguém me acuse de proselitismo protestante, vale a pena ressaltar que sites católicos também rejeitaram a fala do bispo de Roma. ( aqui,aqui)

Diante dessa infeliz declaração de Francisco, resta-me lamentar profundamente. Ao afirmar que a vida de Jesus terminou em fracasso o Papa negou sua fé em Cristo e em sua obra expiatória.

Ora, eu penso diferente! Os cristãos creem diferente!

Como bem afirmou John Stott, qualquer pessoa que investigue o cristianismo pela primeira vez ficará impressionada pelo destaque extraordinário que os seguidores de Cristo dão a sua morte. No caso de todos os outros grandes líderes espirituais, a morte deles é lamentada como fator determinante do fim de suas carreiras. Não tem importância em si mesma; o que importa é a vida, o ensino e a inspiração do exemplo deles. Com Jesus, no entanto, é o contrário. Seu ensino e exemplo foram, na verdade, incomparáveis; mas, desde o princípio, seus seguidores enfatizaram sua morte. Além disso, quando os evangelhos foram escritos, os quatro autores dedicaram uma quantidade de espaço desproporcional à última semana de vida de Jesus na terra – no caso de Lucas, um quarto; de Mateus e Marcos, cerca de um terço; e de João, quase a metade.

Oh! Quão maravilhosa é a mensagem da Cruz! Como diz a clássica canção: "Sim eu amo a mensagem da cruz, até morrer eu a vou proclamar, Levarei eu também minha cruz, até por uma coroa trocar."

Pense nisso!

Renato Vargens

“NUVEM DO ARREBATAMENTO”: FENÔMENO LEVOU INTERNAUTAS A CREREM QUE JESUS ESTAVA VOLTANDO #VÍDEO



Um fenômeno raro e belíssimo da natureza levou muitos cristãos costarriquenhos a acreditarem que estavam presenciando a volta de Jesus Cristo na última semana.

A formação de uma nuvem multicolorida, influenciada pela refração da luz solar por gotículas de água e cristais de gelo, chamada pela ciência de “nuvem iridescente”, causou alvoroço na população local, e como não poderia deixar de ser nos dias atuais, invadiu as redes sociais com inúmeras teorias.Logo após a publicação das primeiras fotos e vídeos, muitas pessoas passaram a se referir ao fenômeno como a “nuvem do arrebatamento” ou “nuvem do fim dos tempos”. Aliada à impressão de que algo fora do comum estava acontecendo, a aparição da nuvem ocorreu justamente no dia em que se comemorava a Independência do país, 15 de setembro.

A repercussão foi tão intensa que emissoras de TV dos Estados Unidos noticiaram o fato e os comentários publicados em redes sociais.

Uma norte-americana que estava na cidade de Escazu e filmou a nuvem se mostrou perplexa: “Eu nunca vi nada como isso”, narrou ela. “Olhe para o céu, é absolutamente… É um tipo de sinal de Deus”, acrescentou, perdendo as palavras. O vídeo já ultrapassou a casa de 2,2 milhões de visualizações

De acordo com a rede ABC News, o meteorologista Eladio Solano, que trabalha no Instituto Nacional de Meteorologia da Costa Rica, confirmou que tratava-se de uma “nuvem iridescente” e tranquilizou as pessoas.

Dentre as diversas teorias a respeito nas redes sociais, haviam especulações de que a nuvem espetacular seria um rastro de objetos voadores não-identificados (OVNI’s), ou a aparição de seres extraterrestres.

Assista ao vídeo gravado por uma testemunha da “nuvem iridescente”:


***
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...