segunda-feira, 25 de maio de 2015

FÁBIO DE MELO NÃO É LUTERO E NEM SAIU DA IGREJA CATÓLICA




Por Thiago Oliveira

O Pe. Fábio de Melo, bastante conhecido por ter uma boa aparência e seguir uma carreira de cantor, tanto que alguns o chamaram de “padre galã” assim que sua popularidade foi alavancada, vem sendo alvo de notícias mentirosas. Tudo começou devido a um sermão em que o padre supostamente teria atacado a veneração mariana. Todos sabemos que a veneração à Maria é um dogma inegociável da Igreja Católica e foram os reformadores, no século XVI, através do tema Solus Christus (Somente Cristo) que aboliram a devoção à mãe de Jesus, pois, Cristo é o único objeto de adoração para o cristão, e esta adoração não precisa de nenhuma outra mediação, pois Jesus é o único mediador (1 Tm 2.5). 

Mas, além de ser um trecho da mensagem - e não uma mensagem inteira - há no próprio vídeo, que tem um pouco mais de 4 minutos, uma fala do Pe. Fábio onde ele diz que devemos “rezar com Maria”. A mensagem do Padre é a de que Cristo não pode ser um mero figurante na devoção do católico. Todavia, ele não diz que a veneração à Maria é errada. Embora alguém ainda possa interpretá-lo desta maneira. Para acabar de uma vez por todas com a polêmica, o Pe Fábio falou sobre o assunto em outro sermão.

É sabido que muitos católicos não tenham gostado de sua declaração e houve até uma petição para que o mesmo fosse investigado por ter dito uma "heresia", mas, o fato é que ele permanece firme e forte com seu trabalho eclesiástico dentro da comunidade carismática Canção Nova. Isso desmente as notícias tão difundidas nas redes sociais, por portais de notícias de procedência duvidosa, que afirmam a perda do sacerdócio do Pe. Fábio e de sua exclusão da Igreja Católica.

Porém, o que me chama a atenção novamente é a rapidez com que hoax’s (boatos de internet) são espalhados como sendo verdadeiros. Muitos chegam a emitir opiniões detalhadas sobre os falsos fatos, outros colocam para fora toda sua indignação. Mas são poucos os que procuram ir atrás da verdade. Me entristece saber que cristãos, que deveriam ser prudentes e implacáveis caçadores da verdade, estão entre o público que mais compartilha tais asneiras. Essa não é a primeira vez que isso acontece, e acredito não ser a última. O próprio Pe. Fábio ironiza a comemoração de evangélicos com a notícia falsa de sua saída do catolicismo. Ele diz que os evangélicos ficaram eufóricos achando que ele iria se tornar pastor. Lamentável.

Alguns entusiasmados com o primeiro vídeo chegaram a comparar o Pe. Fábio com Martinho Lutero. Seus olhos brilharam e tiveram a esperança de ver surgir um novo reformador. Meus irmãos, hoje são outros tempos e uma reforma tal qual a do século XVI não se repetirá. Lutero foi alguém que colocou o pescoço em risco. Poderia ter morrido se não tivesse recebido abrigo de um príncipe germânico. Porém, diante de seus acusadores, dos homens que exigiam a sua retratação e o ameaçavam com as chamas da Inquisição, Lutero disse as seguintes palavras:

“A menos que vocês provem para mim pela Escritura e pela razão que eu estou enganado, eu não posso e não me retratarei. Minha consciência é cativa à Palavra de Deus. Ir contra a minha consciência não é correto nem seguro. Aqui permaneço eu. Não há nada mais que eu possa fazer. Que Deus me ajude. Amém.”

Mesmo não correndo o risco de perder a vida, e talvez nem tanto a popularidade, uma vez que os evangélicos o abraçariam, não estou convencido de que o Pe. Fábio daria resposta semelhante caso fosse confrontado por representantes do Vaticano. Tanto é que ele já fez a sua retratação e continua atuando como clérigo. Não, definitivamente o Pe. Fábio não é um novo Lutero.

Finalizo alertando que os crentes fiquem atentos ao que leem e postam na internet. Se não houver prudência, continuaremos vendo notícias como: “Xuxa se batizou”, “João Gordo agora é evangélico”, “Suzane Von Ritchthofen virou pastora” e etc. Não querendo ser ofensivo, gostaria de terminar esse texto com uma frase do Dr. Augustus Nicodemus em que ele diz que “Jesus morreu para tirar seu pecado e não a sua inteligência”.

Fica aí a dica. Que Deus nos abençoe!

***
Fonte:Electus via Púlpito Cristão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...