sábado, 22 de fevereiro de 2014

10 homens com quem uma mulher cristã não deve casar-se

.


Por J. Lee Grady


Minha esposa e eu criamos quatro filhas – sem espingardas em casa! – e três delas já se casaram. Nós amamos nossos genros, e é óbvio que Deus escolheu a dedo cada um deles para combinar com os temperamentos e personalidades das nossas filhas.

Eu sempre achei que Deus gosta de agir como “casamenteiro”. Se Ele pôde fazer isso por minhas filhas, Ele pode fazer por você.

Hoje, eu conheço muitas amigas solteiras que gostariam bastante de encontrar o cara certo. Algumas me dizem que as opções são escassas em suas igrejas, então, estão se aventurado no mundo dos encontros online. Outras desistem em desespero, imaginando se ainda resta algum cristão decente por aí. Elas começam a questionar se deveriam baixar seus padrões para encontrar um par.

Meu conselho permanece: não se conforme com menos que o melhor de Deus. Muitas cristãs têm terminado com um Ismael porque a impaciência as empurrou para um casamento infeliz. Por favor, aceite meu conselho paternal: você está muito melhor solteira do que com o cara errado!

Falando de “caras errados”, aqui estão os 10 tipos principais de homens que você deveria evitar ao procurar por um marido:

1. O incrédulo. Por favor, escreva 2 Coríntios 6.14 em um post-it e cole-o em seu computador do trabalho. O texto diz: “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?”.. Essa não é uma regra religiosa antiquada. É a Palavra de Deus para você hoje.

Não permita que o charme, o visual ou sucesso financeiro de um homem (ou a disposição dele de ir à igreja com você) te leve a comprometer o que você sabe que é certo. “Namoro missionário” nunca é uma estratégia sábia. Se o rapaz não é um cristão regenerado, risque-o da sua lista. Ele não é o certo para você. Ainda estou para encontrar uma mulher cristã que não se arrependeu de casar-se com um incrédulo.

2. O mentiroso. Se você descobrir que o homem com quem você namora tem mentido sobre o passado, ou que está sempre cobrindo seus rastros para esconder segredos de você, fuja para a saída mais próxima. Casamento deve ser construído sobre um fundamento de confiança. Se ele não pode ser confiável, termine agora antes que ele te engane com uma decepção ainda maior.

3. O playboy. Eu queria poder dizer que se você encontra um cara legal na igreja, pode assumir que ele vive em pureza sexual. Mas esse não é o caso hoje. Tenho ouvido histórias tenebrosas sobre solteiros que servem na equipe de música no domingo, mas agem como Casanovas durante a semana. Se você se casa com alguém que estava dormindo por aí antes do seu casamento, pode ter certeza de que ele estará dormindo por aí depois do casamento.

4. O caloteiro. Há muitos cristãos firmes que experimentaram o fracasso conjugal anos atrás. Desde o divórcio, eles vêm experimentando a restauração do Espírito Santo e, agora, desejam casar-se novamente. Segundos casamentos podem ser muitos felizes. Mas se você descobre que o homem com quem namora não tem cuidado de seus filhos de um casamento anterior, uma falha falta foi exposta. Qualquer homem que não pague por seus erros do passado ou sustente filhos de um casamento anterior não tratará você com responsabilidade.

5. O viciado. Homens de igreja que têm vícios com álcool ou drogas aprendem a esconder seus problemas – mas você não quer esperar até sua lua-de-mel para descobrir que ele é um bebum. Nunca se case com um homem que se recusa a pedir ajuda por seu vício. Insista que ele consiga ajuda profissional e afaste-se. E não entre em um relacionamento codependente em que ele afirma que precisa de você para ficar sóbrio. Você não pode consertá-lo.

6. O vagal. Eu tenho uma amiga que percebeu depois de casar-se com o namorado que ele não tinha planos de arrumar um emprego fixo. Ele tinha elaborado uma ótima estratégia: ele ficaria em casa o dia todo e jogaria videogame, enquanto sua esposa trabalhadora labutava e pagava todas as contas. O apóstolo Paulo disse aos tessalonicenses: “Se alguém não quiser trabalhar, não coma também.” (2 Ts 3.10) A mesma regra aplica-se aqui: se um homem não quer trabalhar, não merece casar com você.

7. O narcisista. Eu sinceramente espero que você encontre um rapaz que é bonito. Mas, seja cuidadosa: se seu namorado gasta seis horas por dia na academia e regularmente posta fotos de seus bíceps no Facebook, você tem um problema. Não se apaixone por um cara egocêntrico.  Ele pode ser bonito, mas um homem que está apaixonado pela aparência e por suas próprias necessidades jamais conseguirá te amar sacrificialmente, como Cristo ama a igreja (Ef 5.25). O homem que está sempre se olhando no espelho nunca perceberá você.

8. O abusador. Homens com tendências abusivas não conseguem controlar sua raiva quando a situação esquenta. Se o rapaz que você namora tem a tendência de perder as estribeiras, seja com você ou com outros, não fique tentada a racionalizar seu comportamento. Ele tem um problema e, se você se casar com ela, terá de navegar por esse campo minado todos os dias evitando desencadear outra explosão.  Homens irritados machucam mulheres – verbal e, às vezes, fisicamente. Procure um homem que seja gentil.

9. O crianção. Pode chamar-me de antiquado, mas eu suspeito de alguém de 35 anos que vive com seus pais. Se sua mãe ainda está fazendo a comida, a limpeza e passando as roupas dele, pode ter certeza de que ele está parado no tempo. Você está pedindo pro problemas se acha que pode ser esposa de um cara que não cresceu. Recue e, como amiga, encoraje-o a encontrar um mentor que possa ajudá-lo a amadurecer.

10. O controlador. Alguns cristãos pensam que casamento se trata de superioridade masculina. Eles podem citar a Escritura e soar super-espirituais, mas, por trás da fachada de autoridade há profunda insegurança e orgulho que pode transformar-se em abuso espiritual. Primeira Pedro 3.7 manda que os maridos tratem suas esposas como semelhantes. Se o homem com quem você namora te rebaixa, faz comentários degradantes sobre mulheres ou parece esmagar seus dons espirituais, recue agora. O poder lhe subiu à cabeça. Mulheres que casam controladores religiosos frequentemente terminam em um pesadelo de depressão.

Se você é uma mulher de Deus, não venda sua primogenitura espiritual casando-se com um rapaz que não merece você. A melhor decisão que você pode tomar na vida é esperar por um homem que se entregou a Jesus.

Deixe o seu comentário no O Agreste Presbiteriano.

***
Traduzido por Josaías Jr | Reforma21.org | Original aqui.
Fonte:Bereianos

13 comentários:

  1. Pode um jovem sem experiência conseguir um trabalho? claro que sim pois a empresa pode doutrina-lo e fazer daquele jovem um exelente profissional da área. Assim descordando da sua teoria que o jugo desigual jamais daria certo pelo sistema religioso. pois já fui do outro lado e se não fosse conhecer a maravilhosa esposa que Deus colocou no meu caminho não seria esse homem completo que sou hoje firme nas promessas de nosso Senhor Jesus Cristo! Graças a Deus ela conseguiu ver em mim a salvação que é de graça! sou casado a 23 anos e sou cristão não religioso mais certo que sirvo um Deus que não faz acepção de pessoas Ele nos ama!!

    ResponderExcluir
  2. ou seja, tome para si o dever de julgar o próximo, o rotule e viva feliz, ta certinho isso! :D

    ResponderExcluir
  3. Você foi exceção em alguns pontos meu caro (1º comentário), em via de regra todos os citados acima são sim problemas. Bem ilustrado o artigo.

    ResponderExcluir
  4. Quem é você para dizer o que alguém deve ou não deve fazer?

    ResponderExcluir
  5. E as 10 mulheres com quem o homem não deve se casar?

    ResponderExcluir
  6. 1 - interesseira
    2 - interesseira
    3 - interesseira
    4 - interesseira
    5 - interesseira
    6 - interesseira
    7 - interesseira
    8 - interesseira
    9 - interesseira
    10 - interesseira

    Mulher que se interessa apenas no cristão que já tenha, casa, carro, bom emprego. Mulher que não quer construir uma vida com o seu amado. Que já quer uma vida pronta. Mulher que se acha "independente" e por isso não pode haver submissão ao marido. Esclarecendo que ser submissa não é ser escrava, mas estar ao lado do cabeça da casa, como uma auxiliadora.

    ResponderExcluir
  7. Penso que um anônimo tenha se ofendido, porém Jesus nos manda examinar os frutos. Penso que as categorias citadas referem-se a frutos e não as pessoas. Se o individuo mudar de postura ele pode tornar-se um bom marido. Se isso não ocorre é melhor correr mesmo. 99% dos casamentos "mistos" são mesmo um grande problema (ou a separação, ou conflitos constantes, ou um cônjuge cristão que está pagando um preço alto demais). Tenho 2 filhas e não as aconselharei a casarem-se com não-cristãos baseado na estatística de que 1% dos casos dá certo. Não se ofenda, Anônimo. Não é pessoal. Mais não aconselhamos nossos filhos baseados na experiencia de sucesso de 1% dos casos.

    ResponderExcluir
  8. Com essas descrições ai, muita mulher vai ficar solteira o resto da vida, 98% dos homens tem pelo menos uma de todas as alternativas, eu acumulo diversas de diversos dos pontos, sou pecador, sou falho, mas não me enquadro em um perfil estereotipado de uma mente doentia que escreve isso.

    ResponderExcluir
  9. Creio que as mulheres devem avaliar além desses 10 tipos de homens, avaliar também como tratam a mãe se tiver as irmãs, pode ter certeza que ele vai te tratar da mesma forma.
    Não existem homens perfeitos, mas existem homens que buscam a perfeição diariamente e que são humildes e caráter para assumir quando erram, se arrepender e não fazer mais. O problemas é que muitos usam as fraquezas como muletas para continuarem no erro.
    Pronto falei!

    ResponderExcluir
  10. Anonimo, é isso mesmo que estas pessoas que julgam os outros precisam saber. Eles se colocam numa pedestal e começam a apontar, e o pior, instruem a muitos que os "seguem" a julgar também. Criam uma espécie de taleban religioso, incitando as dissoluções e brigas.

    ResponderExcluir
  11. Tudo o que me resta dizer é que se eu tivesse tido alguém pra me mostrar com tanta clareza as informações deste artigo eu com certeza não viveria um casamento tão triste como vivo hj. O casamento misto é sim um abismo.

    ResponderExcluir
  12. o artigo da pessoa é excelente parabéns a quem o escreveu. cabe a nós pais orar por nossos filhos desde do nosso ventre pra que Deus os ajude a casar com um cônjuge verdadeiramente cristã

    ResponderExcluir
  13. Acho o assunto muito pertinente, em tempos que vivemos numa sociedade materialista e pouco interessada nos valores sociais. Ajudar alguém a pensar num parceiro que espera ser para o resto dá vida é aceitável e humano.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...